Fundo de Fundos Imobiliários

Fundo com objetivo de comprar cotas de fundos de investimento imobiliário do mercado.

Objetivo do Fundo

Pagar rendimentos mensais provenientes das alocações em uma carteira diversificada de fundos imobiliários bem como gerar ganhos de capital.

É bom para

Quem deseja realizar investimentos em uma carteira diversificada de fundos de investimentos imobiliário com apoio de uma equipe profissional que atua com disciplina e fará o devido monitoramento.

Rendimentos mensais

Pagos mensalmente, no 10º dia útil, liquido dos custos do Fundo e isentos do imposto de renda.

Início do
Fundo

03 set. 18

Taxa de
administração

0,92% a.a.

Taxa de
performance

20% do que exceder a variação do IFIX

Aplicação Inicial

Valor referente a uma cota, de acordo com o preço que está sendo negociado na Bolsa.

Monitoramento

Acompanhamento ativo para garantir que a carteira de fundos permaneça saudável e a rentabilidade aderente ao benchmark.

Acesso

A quem deseja investir em cotas de fundos de investimento imobiliário com apoio de uma equipe de gestão profissional.

Como Funciona

Com processos diligentes que apoiam a criteriosa seleção dos ativos:

Composição da Carteira

CRI Corporativos, ativos que tem como contraparte uma grande empresa:

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

Carlos Martins

Sócio e gestor responsável pelos fundos imobiliários de locação e desenvolvimento

Alessandro Estevam

Estrategista/Aquisições

Caio Puglia

Financeiro

Ivan Simão

Relações com Investidores

Lucas Kranjc Simon

Fundo de Fundos Imobiliário

Marcel Chalem

Controller

Marcela Penido

Financeiro

Rentabilidade

Histórico de rentabilidade do fundo considerando a distribuição de rendimentos e tomando como base os valores praticados nas emissões de cotas.

1ª Emissão 2ª Emissão
R$ 100, 00 R$ 100,85
Data Rendimento por cota (R$) Rent. Fundo % Gross-up1 Rent. Fundo %Gross-up1
Mai/18 0,59 0,59% 0,69% 0,59% 0,69%
Abr/18 0,60 0,60% 0,71% 0,59% 0,70%
Mar/18 0,75 0,75% 0,88% 0,74% 0,87%
Fev/18 0,75 0,75% 0,88% 0,74% 0,87%
Jan/18 0,86 0,86% 1,01% 0,85% 1,00%
Dez/17 0,69 0,69% 0,81% 0,68% 0,80%
Nov/17 0,77 0,77% 0,91% 0,76% 0,90%
Out/17 0,64 0,64% 0,75% 0,63% 0,75%
Set/17 0,58 0,58% 0,68% 0,58% 0,68%
Ago/17 0,60 0,60% 0,71% 0,59% 0,70%
Jul/17 0,50 0,50% 0,59% 0,00% 0,00%
Jun/17 0,56 0,56% 0,66% 0,00% 0,00%

1. Considerando uma alíquota de imposto de renda de 15%.

Palavra
do Gestor

43556

No mês de abril, o Ibovespa teve valorização de 0,98%, marcado pela aprovação da Reforma da Previdência na CCJC da Câmara dos Deputados. No cenário externo, o dólar apresentou valorização de 0,13% no mês, tendência que foi observada também em relação às moedas de países emergentes.

Em relação aos índices de inflação, o IPCA-15 de abril apresentou alta de 0,72%, atingindo 4,71% em 12 meses, acima das expectativas do mercado (0,69%), principalmente pelo aumento no preço da gasolina. Apesar da aceleração prevista para o IPCA em abril, os efeitos sazonais e o aumento nos preços dos combustíveis explicam a diferença da taxa acumulada no ano, de modo que o IPCA projetado para 2019, segundo o Boletim Focus, mantém-se em 4,01%. Ainda de acordo com o Focus, a expectativa da SELIC segue em estabilidade de 6,5% ao final de 2019, perspectiva que já se mantém há 12 semanas.

Neste cenário, o IFIX4 teve valorização de 1,03% no mês, com alta de 6,67% em 2019, beneficiado pela perspectiva de manutenção do baixo patamar dos juros e melhora do mercado imobiliário, principalmente de Shoppings maduros e escritórios em São Paulo.

Segundo o boletim do mercado imobiliário da B35, há 173 fundos imobiliários listados, com valor de mercado de R$51 bilhões e valor patrimonial de R$52,2 bilhões, indicando um deságio6 de 2,30%. Segundo o mesmo boletim, houve expressivo crescimento de 226,4% entre a última mínima, de 87.863 investidores em Outubro/16, e Março/2019, quando atingiu 286.769 investidores, demonstrando a atratividade da classe de investimentos e potencializando a liquidez do mercado secundário.

No mês de abril seguimos com o primeiro ciclo de alocação do Fundo, resultando em 97% dos ativos investidos em Fundos Imobiliários, em linha com o prazo estimado.

Sobre os segmentos, o destaque se refere a alocação de 41% do portfólio investido no setor de Shoppings, que vem apresentando bons números e que acreditamos estar com relação risco x retorno atrativa ao nível de preço atual.

Em abril de 2019 o rendimento declarado do Fundo, a ser distribuído no dia 15/05, foi de R$ 0,52/cota, equivalente a um dividend yield 7 de 0,49% (112% do CDI Líquido8) em relação à cota patrimonial do fechamento do mês.

Objetivo do Fundo

Pagar rendimentos mensais provenientes das alocações em uma carteira diversificada de fundos imobiliários bem como gerar ganhos de capital.

É bom para

Quem deseja realizar investimentos em uma carteira diversificada de fundos de investimentos imobiliário com apoio de uma equipe profissional que atua com disciplina e fará o devido monitoramento.

Aplicação Inicial

Valor referente a uma cota, de acordo com o preço que está sendo negociado na Bolsa.

Monitoramento

Acompanhamento ativo para garantir que a carteira de fundos permaneça saudável e a rentabilidade aderente ao benchmark.

Rendimentos mensais

Pagos mensalmente, no 10º dia útil, liquido dos custos do Fundo e isentos do imposto de renda.

Acesso

A quem deseja investir em cotas de fundos de investimento imobiliário com apoio de uma equipe de gestão profissional.

Início do Fundo

03 set. 18

Taxa de performance

0,9%

Taxa de administração

0,92% a.a.

Como funciona

Com processos diligentes que apoiam a criteriosa seleção dos ativos:

1. ANÁLISE DO MERCADO DE FII

Análise “Top Down”: Impactos Macro e Tendências de mercado.
Análise “Bottom Up”: Potencial de apreciação da cota e Previsão de receitas de aluguéis.

2. CONSTRUÇÃO DO PORTFÓLIO

Elegibilidade dos FIIs: Critério de liquidez e Filtro de risco.
Estabelecer momento de desinvestimento dos FIIs potenciais.

3. COMITÊ DE INVESTIMENTO

Avaliar premissas dos modelos, usando dados do Mercado;
Estabelecer critérios de compra/venda e peso máximo do ativo em carteira;
Garante aderência aos critérios de liquidez e concentração em ativos.

4. EXECUÇÃO E MONITORAMENTO

Monitoramento do mercado de FII:
Acompanhar preços de mercado em relação ao valor justo estabelecido nos modelos;
Atualização contínua de premissas dos modelos (vacância, preços, etc).

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

  • Alessandro Estevam

    Estrategista/Aquisições

  • Caio Puglia

    Financeiro

  • Carlos Martins

    Sócio e gestor responsável pelos fundos imobiliários de locação e desenvolvimento

  • Ivan Simão

    Relações com Investidores

  • Lucas Kranjc Simon

    Fundo de Fundos Imobiliário

  • Marcel Chalem

    Controller

  • Marcela Penido

    Financeiro

Composição da Carteira

CRI Corporativos, ativos que tem como contraparte uma grande empresa.

Rentabilidade

Histórico de rendimentos mensais em comparação com o benchmark.

 1ª Emissão 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Emissões
 R$ 100, 00 R$ 104,30
Rendimento por cota (R$) Rent. Fundo % do CDI Líquido % do CDI Bruto (Gross-up)* Rent. Fundo % do CDI Líquido % do CDI Bruto (Gross-up)1
Abr.19 0,60 0,60% 115,80% 136,00% 0,58% 111,00% 131,00%
Mar.19 0,52 0,52% 110,90% 130,00% 0,50% 106,30% 125,00%
Fev.19 0,54 0,54% 109,40% 129,00% 0,52% 104,90% 123,00%
Jan.19 0,56 0,56% 103,10% 121,00% 0,54% 98,90% 116,00%
Dez.18 0,51 0,51% 103,30% 122,00% 0,49% 99,10% 117,00%
Nov.18 0,53 0,53% 107,40% 126,00% 0,51% 103,00% 121,00%
Out.18 0,63 0,63% 116,00% 136,00% 0,60% 111,20% 131,00%
Set.18 0,54 0,54% 115,40% 136,00% 0,52% 110,60% 130,00%
Ago.18 0,69 0,69% 121,70% 143,00% 0,66% 116,70% 137,00%
Jul.18 0,68 0,68% 125,40% 148,00% 0,65% 120,20% 141,00%
Jun.18 0,63 0,63% 121,70% 143,00% 0,60% 116,70% 137,00%
Mai.18 0,59 0,59% 114,00% 134,00% 0,57% 109,30% 129,00%
Palavra do Gestor
43556

No mês de abril, o Ibovespa teve valorização de 0,98%, marcado pela aprovação da Reforma da Previdência na CCJC da Câmara dos Deputados. No cenário externo, o dólar apresentou valorização de 0,13% no mês, tendência que foi observada também em relação às moedas de países emergentes.

Em relação aos índices de inflação, o IPCA-15 de abril apresentou alta de 0,72%, atingindo 4,71% em 12 meses, acima das expectativas do mercado (0,69%), principalmente pelo aumento no preço da gasolina. Apesar da aceleração prevista para o IPCA em abril, os efeitos sazonais e o aumento nos preços dos combustíveis explicam a diferença da taxa acumulada no ano, de modo que o IPCA projetado para 2019, segundo o Boletim Focus, mantém-se em 4,01%. Ainda de acordo com o Focus, a expectativa da SELIC segue em estabilidade de 6,5% ao final de 2019, perspectiva que já se mantém há 12 semanas.

Neste cenário, o IFIX4 teve valorização de 1,03% no mês, com alta de 6,67% em 2019, beneficiado pela perspectiva de manutenção do baixo patamar dos juros e melhora do mercado imobiliário, principalmente de Shoppings maduros e escritórios em São Paulo.

Segundo o boletim do mercado imobiliário da B35, há 173 fundos imobiliários listados, com valor de mercado de R$51 bilhões e valor patrimonial de R$52,2 bilhões, indicando um deságio6 de 2,30%. Segundo o mesmo boletim, houve expressivo crescimento de 226,4% entre a última mínima, de 87.863 investidores em Outubro/16, e Março/2019, quando atingiu 286.769 investidores, demonstrando a atratividade da classe de investimentos e potencializando a liquidez do mercado secundário.

No mês de abril seguimos com o primeiro ciclo de alocação do Fundo, resultando em 97% dos ativos investidos em Fundos Imobiliários, em linha com o prazo estimado.

Sobre os segmentos, o destaque se refere a alocação de 41% do portfólio investido no setor de Shoppings, que vem apresentando bons números e que acreditamos estar com relação risco x retorno atrativa ao nível de preço atual.

Em abril de 2019 o rendimento declarado do Fundo, a ser distribuído no dia 15/05, foi de R$ 0,52/cota, equivalente a um dividend yield 7 de 0,49% (112% do CDI Líquido8) em relação à cota patrimonial do fechamento do mês.