Instagram | Kinea Investimentos Siga nossa página no Instagram e receba novidades. Siga nosso perfil Siga nosso perfil

Close

Início do Fundo

27 abr. 17

Cota Patrimonial

136,72 (Data Ref. 19/10/21)

Cota de Fechamento de Mercado

135,06(Data Ref. 19/10/21)
Ver em tempo real

Patrimônio Líquido

2.662.380.525,17

Dividendo Semestral

R$ 3,05 (pago no dia 17/05/21)

Linha Detalhe Abas
Dots Abas

Rentabilidade do KDIF11

Atualizado em Agosto 2021

2021 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
COTA PATRIMONIAL -1.59% -1.11% -2.48% -0.58% 1.34% 0.64% 0.64%            
COTA MERCADO 1.66% -1.89% 2.12% 1.99% 1.46% -3.73% 1.85%            
IMA-B -0.72% -0.85% -1.52% -0.46% 0.65% 1.06% 0.42%            
2020 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
COTA PATRIMONIAL 7.78% 0.83% 0.63% -7.28% -0.35% 3.02% 2.47%   4.74% -2.19%  -1.71% -0.13% 2.46%   5.69%
COTA MERCADO 4.49% 4.97% 1.72% -20.01% 10.79% 2.63% 2.76% 3.85% 2.59% -1.44% 3.59%  -2.70%  1.01%
IMA-B 6.41% 0.26% 0.45% -6.97% 1.31% 1.52%  2.05%  4.39%  -1.80% -1.51% 0.21%  2.00%  4.85%
2019 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
COTA PATRIMONIAL 24.13% 4.27% 0.45% 0.65% 1.02% 3.92% 4.19% 1.10% -0.09% 3.37% 4.33% -2.54% 1.41%
COTA MERCADO 9.33% -2.51% 1.39% 7.42% -0.36% -2.03% 0.77% 5.34% 6.01% -1.70% -0.62% -1.76% -2.3%
IMA-B 22.95% 4.37% 0.55% 0.58% 1.51% 3.66% 3.73% 1.29% -0.40% 2.86% 3.36% -2.45% 2.01%
2018 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
COTA PATRIMONIAL 17.68% 5.13% 0.04% 1.08% 0.22% -0.79% -0.07% 1.96% 0.08% -0.80% 7.89% 0.34% 1.66%
COTA MERCADO 26.42% 5.13% 0.04% 1.08% 0.22% -2.53% -0.91% 1.83% 3.38% -2.40% 8.48% 1.27% 8.83%
IMA-B 13.06% 3.40% 0.55% 0.94% -0.14% -3.16% -0.32% 2.32% -45.00% -0.15% 7.14% 0.90% 1.65%
2017 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
COTA PATRIMONIAL 7.19%       0.13% -0.47% 0.17% 3.77% 1.35% 2.01% -0.44% -0.21% 0.75%
COTA MERCADO 7.19%       0.13% -0.45% 0.17% 3.77% 1.35% 2.01% -0.44% -0.21% 0.75%
IMA-B 6.14%       0.26% -1.19% 0.16% 4.00% 1.34% 1.81% -0.38% -0.76% 0.83%

Cota e taxa diária do KDIF11

(Data Ref. 19/10/21)

Para visualizar as informações completas, acesse Valor Patrimonial da Cota.

Cota Mercado Ágio / Deságio Yield (IPCA+)** Prêmio de Crédito**
R$ 129,06 -5,60% 6,14% 1,58%
R$ 130,56 -4,51% 5,97% 1,42%
R$ 132,06 -3,41% 5,79% 1,25%
R$ 133,56 -2,31% 5,62% 1,08%
R$ 135,06* -1,22%* 5,44%* 0,91%*
R$ 136,56 -0,12% 5,27% 0,75%
R$ 138,06 0,98% 5,09% 0,58%
R$ 139,56 2,08% 4,92% 0,41%
R$ 141,06 3,17% 4,74% 0,24%

*Dados referentes a cota de fechamento do dia 19/10/21
**Líquido de despesas

Palavra do Gestor

Data ref. Agosto 2021

Vídeo de análise

Se preferir, confira a carta na íntegra:

Para ver as informações completas, acesse a Carta do Gestor.

No mês, o Fundo rendeu -0,9%, enquanto o benchmark IMA-B rendeu -1,1%. O spread fechou o mês 1,84% acima do IMA-B (cota patrimonial).

Proposta de Melhorias no produto – KDIF11:

Destaque deste mês é a proposta de alteração do regulamento do KDIF11 para que ele seja transformado de uma estrutura de FIDC para um fundo Renda Fixa*. Na visão do Gestor, a transformação visa a adequar o Fundo às mais recentes modificações e desenvolvimentos dos aspectos regulatórios aplicáveis aos fundos de investimento de infraestrutura. Entendemos que a transformação traria algumas melhorias adicionais para os investidores.

Kinea propôs alterações para que o público em geral tenha acesso ao Fundo. 

Se a transformação for aprovada pela Assembleia de Cotistas, o Fundo poderá receber investimentos por investidores em geral – e não somente por investidores qualificados.  O investimento no KDIF11 é atualmente restrito a investidores considerados qualificados pela CVM por estar na estrutura de um FIC-FIDC (ICVM 356).  Uma vez que passe a adotar a estrutura de um fundo de Renda Fixa (ICVM 606) esta restrição deixa de existir.  Importante ressaltar, que esta possível diversificação da base de investidores ocorre sem a necessidade de mudança nas teses de investimentos nem no perfil de risco das operações que temos na carteira. A ampliação do público-alvo do Fundo pode fomentar um aumento na liquidez das cotas do Fundo em mercado secundário – B3 em benefício dos cotistas do Fundo.

Além de se tomar um Fundo mais acessível, há a proposta de mudança para pagar rendimentos mensais, incluindo o IPCA.

Em decorrência da transformação mencionada, a distribuição passaria a ser realizada mensalmente, ao invés da forma atual de 2 (duas) distribuições semestrais, nos meses de maio e novembro de cada ano.  Acreditamos  que a realização de distribuição de rendimentos de forma mensal implica numa melhor gestão do caixa do Fundo e uma maior previsibilidade e linearidade nos rendimentos distribuídos aos cotistas. Adicionalmente, o total de rendimentos distribuídos pelo Fundo passaria a ser a soma da parcela de juros reais e também a variação da inflação (IPCA) ao invés de somente os juros reais como é atualmente.  Portanto, elevando o potencial de distribuição do Fundo em linha com seus ativos e tornando-o mais similar a outros produtos de renda conhecidos pelos investidores, como fundos imobiliários.

Após a transformação, quando os pagamentos se tornarem mensais, terão direito ao recebimento os investidores que detiverem cota no último dia útil do mês de referência e o pagamento será feito na conta corrente dos investidores no 5º dia útil do mês seguinte. Por exemplo, para o pagamento de rendimento referente a novembro de 2021, o investidor que tiver cota no fechamento do dia 30 de novembro de 2021 terá o direito aos rendimentos e o pagamento será no 5º dia útil de dezembro de 2021.

Importante destacar que na proposta a transformação seria efetivada apenas após o pagamento dos rendimentos semestrais de 16 de novembro de 2021. Até lá nada muda, nem no público investidor e nem nos rendimentos.

As alterações no prazo e volume dos rendimentos tem o objetivo de fortalecer a característica de renda que o Fundo tem a seus investidores.  Para os investidores que não precisam dos rendimentos mensalmente, há a possibilidade de reinvestir os rendimentos recebidos ou parte deles novamente em cotas através da bolsa – B3.  Como a cota do KDIF11 na B3 tem sido negociada com desconto em relação ao valor da cota patrimonial, o recebimento de um rendimento maior, seguido do reinvestimento em cotas é uma forma de elevar o retorno esperado do cotista.

Destaques de mercado do mês de agosto:

Em agosto, os juros de países desenvolvidos tiveram leve alta, mas seguiram em níveis ainda muito baixos, influenciados pela apreensão com o efeito da Delta variante (Covid-19) no crescimento global e mais sinais de desaceleração Chinesa. No evento de Jackson Hole, o Fed reafirmou sua convicção de que a inflação americana é temporária e indicou também que não tem pressa para iniciar a redução da injeção de estímulos na economia. Já no Brasil, uma decisão do STF com relação a despesas de precatórios trouxe justa preocupação em relação a sustentabilidade do teto de gastos. O tema segue não resolvido e precisa ser monitorado, mas desde meados da semana passada parece estar caminhando para um desfecho favorável. Em agosto as taxas das NTN B subiram, causando o impacto negativo da rentabilidade no Fundo.

Nossa visão é de um mercado de crédito com bom desempenho. O forte ritmo de vacinação no Brasil e crescimento da economia durante este segundo semestre contribuem para rápida recuperação dos indicadores de qualidade de crédito das empresas.  Mesmo com os spreads de crédito no Brasil caindo gradualmente, temos conseguido originar novas operações diferenciadas de debêntures que devem ser adquiridas pelo Fundo nos próximos meses. Capacidade de fazer novos investimentos neste período em que as taxas das NTN Bs estão elevadas historicamente tem potencial para gerar resultados futuros importantes.

Características do KDIF11

Para mais informações confira a Carta do Gestor.

Objetivo do Fundo

Rentabilidade de 0,5% a.a. a 1,0% a.a. acima dos títulos do governo indexados ao IPCA, com prazo semelhante a duration do Fundo.

Risco de Crédito Baixo e Diversificado

É bom para

Quem deseja investir em uma carteira diversificada de debêntures incentivadas de infraestrutura com o monitoramento de uma equipe de gestão especializada.

Aplicação Inicial

Valor referente a uma cota, de acordo com o preço negociado na bolsa de valores (B3).

Rendimentos Semestrais

Pagamentos semestrais de rendimentos (maio e novembro).
Alíquota zero no Imposto de Renda no rendimento e no ganho de capital da cota.

Liquidez

Fundo fechado, com cotas a serem negociadas na bolsa de valores (B3).

Como funciona

Originação:

– Sponsors de primeira linha;
– Representatividade na Assembléia Geral de Debenturistas para aumentar a segurança no ativo;
– Debêntures com favorável relação risco/retorno
 

Estruturação e análise:

– Privilegiamos segurança nos seguintes fatores;
– Empresas operacionais ou garantias adicionais que mitigam risco de construção;
– Diligência financeira e jurídica;
– Diligência técnica
 

Ativismo e monitoramento:

– Ativismo na gestão da carteira e na readequação da carteira frente às condições de mercado e voz ativa nas assembléias das debêntures

Equipe

Disciplina financeira com conhecimento setorial.

Foto Aymar Almeida

Aymar Almeida

Sócio e Gestor responsável pelo fundo de infraestrutura

Aymar trabalha na Kinea desde sua criação em 2007. É o sócio e responsável pela área dedicada a fundos de infraestrutura e de renda variável. Possui 20 anos de experiência com gestão de fundos de investimentos, sendo 14 deles em renda variável. Anteriormente à Kinea, trabalhou como gestor de investimentos na Franklin Templeton e no BankBoston Asset Management, onde esteve por 12 anos chegando a ser diretor estatutário.
Aymar possui MBA pela Ross School of Business – University of Michigan, turma de 2001 e é graduado em engenharia de produção pela Universidade de São Paulo (Escola Politécnica -USP).

Foto Bruno Signorelli

Bruno Signorelli

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

Bruno integra a área de gestão de fundos da Kinea desde 2018. Antes da Kinea, trabalhou por 4 anos na Bain & Company, onde dedicou-se a suportar clientes na gestão de grandes projetos de investimento.

Bruno possui  MBA pela The Wharton School – University of Pennsylvania, onde graduou-se com honras, e é graduado com honras em engenharia mecânica-aeronáutica pelo ITA.

Foto Caio Lucena

Caio Lucena

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

Caio integra a área de gestão de fundos da Kinea desde 2019. Antes da Kinea, Caio trabalhou por 1 ano no J.P. Morgan, onde fez parte do time de research responsável por cobrir TMT e Education.

Caio é graduado em engenharia mecânica-aeronáutica pelo ITA.

Foto Fábio Massao

Fábio Massao

Gestor co-responsável pelos fundos de infraestrutura

Fábio se juntou à Kinea em 2017. Possui 12 anos de experiência no setor, estruturando investimentos em dívida, mezanino e equity. Atuou na Casa dos Ventos, onde foi responsável por transações de M&A e project finance, incluindo debêntures incentivadas. Anteriormente, foi pessoa-chave na equipe de gestão do private equity no Grupo Santander, onde também atuou como CEO da CBPB, companhia investida no setor de energias renováveis. Iniciou sua carreira no Banco ABN Amro.

Fábio é MBA pela The University of Chicago Booth School of Business, mestre em Economia pela EESP-FGV e bacharel em Economia pela FEA-USP.

Foto Ivan Simão

Ivan Simão

Relações com Investidores

Ivan juntou-se à Kinea em agosto de 2014. Anteriormente, atuou na área de estruturação de produtos de investimentos no Banco Itaú Unibanco. Atuou também no Banco Indusval Multistock na área de gestão de fundos proprietários e na mesa de derivativos da corretora associada a instituição.
Ivan é graduado em administração de empresas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Documentos recentes do KDIF11

Nome do Documento Data da Atualização
Valor Patrimonial da Cota

10/2021

10/2021
Outros Documentos

9/2021

9/2021
Fato Relevante

9/2021

9/2021
Carta do Gestor

9/2021

9/2021
Demonstrações Financeiras

6/2021

6/2021
Regulamento

12/2020

12/2020
Prospecto 5ª Emissão

9/2020

9/2020

Para documentos antigos acesse nossa seção de documentos.

Cadastre-se em nossa newsletter

E fique por dentro do mercado de fundos

Ao se cadastrar você concordar com nossa Política de Privacidade.