High Yield
KNHY11

Fundo de renda fixa Imobiliária da Kinea que busca retornos atrativos em um patamar de risco/retorno superior aos demais produtos da classe.

Palavra
do Gestor

Dezembro 2019

Em dezembro foi iniciado e concluído o processo de distribuição de cotas da 2ª série da 2ª Emissão do Fundo, tendo sido captados aproximadamente R$ 145 milhões (R$ 428 milhões somando as duas séries). Os recursos levantados já estão investidos em novas operações exclusivas, listadas abaixo. Acreditamos que a nova Emissão contribuiu para a diversificação da carteira, para diluição de riscos e irá contribuir para o aumento de liquidez das cotas no mercado secundário.

 

Em dezembro, o Kinea High Yield CRI – FII (“Fundo”) apresentava alocação em CRI equivalente a 96,7% do seu patrimônio e aproximadamente 3,3%, permaneciam aplicados em instrumentos de caixa.

Foi realizado investimento em três novas operações exclusivas:

CRI Superfrio. A empresa é especializada na gestão de centros logísticos refrigerados. A nova operação tem caráter subordinado, totaliza R$ 30 milhões, possui prazo de 8 anos e remuneração equivalente à CDI + 4,00% ao ano. Os CRI contam com a alienação fiduciária de quatro galpões de armazenagem refrigerada localizados nos estados de SP, SC e PR, entre outras garantias.

CRI baseado na aquisição de 12 lajes corporativas do tipo A/B localizadas nos estados de SP e RJ por um fundo imobiliário. A operação tem caráter subordinado, montante de R$ 187 milhões, prazo final de 8 anos, remuneração equivalente à IPCA + 7,55% ao ano (spread de 4,65%), e conta com uma estrutura robusta de garantias e mecanismos de controle.

CRI baseado em projeto de desenvolvimento de uma torre corporativa padrão AAA na região da Faria Lima (São Paulo). A operação tem caráter subordinado, montante de R$ 164 milhões, prazo final de 7 anos, remuneração equivalente à IPCA + 7,00% ao ano (spread de 4,29%), e conta com uma estrutura robusta de garantias e mecanismos de controle.

 

Os dividendos referentes a dezembro, cuja distribuição ocorrerá no dia 14/01/2019, serão de R$ 0,83 por cota e representam uma rentabilidade, isenta do imposto de renda para as pessoas físicas, de 0,75% considerando a cota média da 2ª emissão, de R$ 111,22, que corresponde a 199% da taxa DI do período.

 

No dia 30 de setembro foi convocada uma Assembleia Geral Extraordinária para deliberar sobre assuntos relevantes para o Fundo e para o os seus cotistas. A data da realização da Assembleia será no dia 03 de fevereiro de 2020. O Edital de Convocação e a Proposta do Administrador estão disponíveis em nosso site.

 

Por fim, destacamos que a carteira de ativos do Fundo permanece saudável e adimplente em suas obrigações.

Rentabilidade

Histórico de rentabilidade do fundo considerando a distribuição de rendimentos e tomando como base os valores praticados nas emissões de cotas.

1ª Emissão
R$ 100,14
Rendimento por cota (R$) Rent. Fundo %Taxa DI %Taxa DI Gross-up¹
dez/19 0,83 0,83% 221,20% 260,24%
nov/19 0,38 0,38% 99,76% 117,36%
out/19 0,58 0,58% 120,85% 142,17%
set/19 0,66 0,66% 141,54% 166,52%
ago/19 0,70 0,70% 138,81% 163,30%
jul/19 0,62 0,62% 109,04% 128,28%
jun/19 0,67 0,67% 142,66% 167,83%
mai/19 0,96 0,96% 176,53% 207,69%
abr/19 1,00 1,00% 192,04% 225,93%
mar/19 0,73 0,73% 155,49% 182,93%
fev/19 0,64 0,64% 129,49% 152,34%
jan/19 0,49 0,49% 90,11% 106,01%

Objetivo do Fundo

Pagar rendimentos mensais com objetivo de superar a curva de juros em até 3%.

É bom para

Para quem deseja investir em uma carteira diversificada de operações de crédito privado, buscando prêmios de risco superiores aos demais produtos da classe.

Rendimentos mensais

Pagos mensalmente, no 9º dia útil.

Início do
Fundo

08 Ago. 18

Taxa de
administração

1,60% a.a.

Aplicação Inicial

Valor referente a uma cota, de acordo com o preço que está sendo negociado na Bolsa.

Monitoramento

Acompanhamento ativo para garantir que a carteira de crédito permaneça saudável e a rentabilidade aderente ao benchmark.

Acesso

Permitir o investimento em CRI que ofereçam patamar superior de risco e retorno.

Como Funciona

Com processos diligentes que apoiam a criteriosa seleção dos ativos:

Composição da Carteira

CRI Corporativos, ativos que tem como contraparte uma grande empresa.

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

Flavio Cagno, CFA, CAIA

Sócio e Gestor dos fundos imobiliários de CRI

Daniel Juc

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

Guilherme Coutinho

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

Ivan Simão

Relações com Investidores

Pedro Bruder

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito
Palavra do Gestor
Dezembro 2019

Em dezembro foi iniciado e concluído o processo de distribuição de cotas da 2ª série da 2ª Emissão do Fundo, tendo sido captados aproximadamente R$ 145 milhões (R$ 428 milhões somando as duas séries). Os recursos levantados já estão investidos em novas operações exclusivas, listadas abaixo. Acreditamos que a nova Emissão contribuiu para a diversificação da carteira, para diluição de riscos e irá contribuir para o aumento de liquidez das cotas no mercado secundário.

 

Em dezembro, o Kinea High Yield CRI – FII (“Fundo”) apresentava alocação em CRI equivalente a 96,7% do seu patrimônio e aproximadamente 3,3%, permaneciam aplicados em instrumentos de caixa.

Foi realizado investimento em três novas operações exclusivas:

CRI Superfrio. A empresa é especializada na gestão de centros logísticos refrigerados. A nova operação tem caráter subordinado, totaliza R$ 30 milhões, possui prazo de 8 anos e remuneração equivalente à CDI + 4,00% ao ano. Os CRI contam com a alienação fiduciária de quatro galpões de armazenagem refrigerada localizados nos estados de SP, SC e PR, entre outras garantias.

CRI baseado na aquisição de 12 lajes corporativas do tipo A/B localizadas nos estados de SP e RJ por um fundo imobiliário. A operação tem caráter subordinado, montante de R$ 187 milhões, prazo final de 8 anos, remuneração equivalente à IPCA + 7,55% ao ano (spread de 4,65%), e conta com uma estrutura robusta de garantias e mecanismos de controle.

CRI baseado em projeto de desenvolvimento de uma torre corporativa padrão AAA na região da Faria Lima (São Paulo). A operação tem caráter subordinado, montante de R$ 164 milhões, prazo final de 7 anos, remuneração equivalente à IPCA + 7,00% ao ano (spread de 4,29%), e conta com uma estrutura robusta de garantias e mecanismos de controle.

 

Os dividendos referentes a dezembro, cuja distribuição ocorrerá no dia 14/01/2019, serão de R$ 0,83 por cota e representam uma rentabilidade, isenta do imposto de renda para as pessoas físicas, de 0,75% considerando a cota média da 2ª emissão, de R$ 111,22, que corresponde a 199% da taxa DI do período.

 

No dia 30 de setembro foi convocada uma Assembleia Geral Extraordinária para deliberar sobre assuntos relevantes para o Fundo e para o os seus cotistas. A data da realização da Assembleia será no dia 03 de fevereiro de 2020. O Edital de Convocação e a Proposta do Administrador estão disponíveis em nosso site.

 

Por fim, destacamos que a carteira de ativos do Fundo permanece saudável e adimplente em suas obrigações.

Rentabilidade

Rentabilidade por preço de Emissão

Retorno do portfólio considerando a distribuição de renda ao longo do tempo e variação do valor de mercado das cotas.

1ª Emissão
R$ 100,14
Rendimento por cota (R$) Rent. Fundo %Taxa DI %Taxa DI Gross-up¹
dez/19 0,83 0,83% 221,20% 260,24%
nov/19 0,38 0,38% 99,76% 117,36%
out/19 0,58 0,58% 120,85% 142,17%
set/19 0,66 0,66% 141,54% 166,52%
ago/19 0,70 0,70% 138,81% 163,30%
jul/19 0,62 0,62% 109,04% 128,28%
jun/19 0,67 0,67% 142,66% 167,83%
mai/19 0,96 0,96% 176,53% 207,69%
abr/19 1,00 1,00% 192,04% 225,93%
mar/19 0,73 0,73% 155,49% 182,93%
fev/19 0,64 0,64% 129,49% 152,34%
jan/19 0,49 0,49% 90,11% 106,01%

Objetivo do Fundo

Pagar rendimentos mensais com objetivo de superar a curva de juros em até 3%.

É bom para

Para quem deseja investir em uma carteira diversificada de operações de crédito privado, buscando prêmios de risco superiores aos demais produtos da classe.

Início do Fundo

08 Ago. 18

Taxa de administração

1,60% a.a.

Rendimentos mensais

Pagos mensalmente, no 9º dia útil.

Aplicação Inicial

Valor referente a uma cota, de acordo com o preço que está sendo negociado na Bolsa.

Acesso

Permitir o investimento em CRI que ofereçam patamar superior de risco e retorno.

Monitoramento

Acompanhamento ativo para garantir que a carteira de crédito permaneça saudável e a rentabilidade aderente ao benchmark.

Como funciona

Com processos diligentes que apoiam a criteriosa seleção dos ativos:

1. Prospecção

Gestor acompanha ativamente o mercado identificando as melhores oportunidades.

2. Avaliação

Através de um comitê interno, o gestor e sua equipe analisam todas as características do investimento e definem diretrizes para fatores relacionados a: (i) risco de crédito; (ii) garantia; (iii) estrutura jurídica; (iv) formalização dos documentos da transação.

3. Aquisição

Uma vez que a relação entre risco e retorno do investimento atenda as exigências, o gestor conclui o processo e o novo CRI passa a integrar a carteira do fundo.

4. Controle

O monitoramento de todos os investimentos do fundo é realizado de forma ativa, com o objetivo de manter os riscos sob monitoramento contínuo.
Se necessário o gestor e sua equipe adotarão as medidas de intervenção adequadas.

Composição da Carteira

CRI Corporativos, ativos que tem como contraparte uma grande empresa.

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

  • Daniel Juc

    Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

  • Flavio Cagno, CFA, CAIA

    Sócio e Gestor dos fundos imobiliários de CRI

  • Guilherme Coutinho

    Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

  • Ivan Simão

    Relações com Investidores

  • Pedro Bruder

    Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito