3ª EMISSÃO DE COTAS DO KFOF11 Oportunidade de investimento. Saiba mais

Início do Fundo

01 nov. 19

Taxa de Administração

2% a.a.

Taxa de Performance

Não há

Patrimônio líquido atual

R$ 4,37 Mi

Patrimônio líquido médio

R$ 2,02 Mi

Linha Detalhe Abas
Dots Abas

Rentabilidade do Prev Ações XP

Atualizado em Outubro 2020

As informações aqui dispostas, incluindo rentabilidade, data de início, etc, dizem respeito ao fundo Kinea Prev Ações XP FICFI CNPJ 32.320.639/0001-40, que NÃO está disponível ao cliente final. Para consultar as informações referente a seu fundo, acesse o site da XP Investimentos.

 

Selecione o ano
2020 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
FUNDO -9.59% -0.60% -9.05% -29.83% 12.17% 10.93% 10.01% 9.27% -0.66% -4.49% 0.44%    
IBOV -18.76% -1.63% -8.43% -29.90% 10.25% 8.57% 8.76% 8.27% -3.44% -4.80% -0.69%    
+/-IBOV 9.17% 1.03% -0.62% 0.08% 1.92% 2.36% 1.25% 1.00% 2.78% 0.30% 1.13%    
2019 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
FUNDO 7.35%                     -0.20% 7.57%
IBOV 6.89%                     0.03% 6.85%
+/-IBOV 0.47%                     -0.24% 0.72%

Resultado da gestão

Resultado da Gestão | Kinea Prev Ações

Palavra do Gestor

Data ref. Outubro 2020

Para ver as informações completas, acesse a Carta do Gestor.

Outubro, como era de se esperar, não foi nada fácil. Um mês em que o Ibovespa iniciou bem, ganhou tração e acelerou, chegou a postar cerca de 8% de ganho acumulado (diga-se de passagem, sem grandes motivos) e entregou tudo e mais um pouco na última semana, mais acentuadamente nos últimos quatro dias do mês. O nosso principal índice da bolsa encerrou outubro, portanto, em queda de pouco menos de 1%. Por mais da metade do mês de outubro víamos uma convergência dos ambientes macro e micro, diferentemente dos últimos meses. A cena política ficou muito mais leve com uma Brasília quieta e sem declarações ruidosas nas redes sociais, permitindo que observássemos os primeiros comentários positivos acerca dos fantásticos resultados de 3º trimestre que as companhias têm divulgado. O micro, portanto, imperava, e levou o Ibovespa a ultrapassar os 100 mil pontos. Mas as questões mal resolvidas acerca da situação fiscal do nosso país (e que assim seguem novembro adentro), somadas ao cenário externo de volta da segunda onda de Covid na Europa, se acentuaram e não permitiram que tivéssemos o que comemorar em outubro. A decisão de manter os portfólios super alocados nas empresas de commodities e exportadoras, que se beneficiam do câmbio desvalorizado, se mostrou acertada. Mais uma vez, os nomes de siderurgia, mineração e celulose tiveram desempenho melhor que o Ibovespa. A nossa exposição neutra em consumo discricionário poderia ter jogado contra devido a má performance do setor no mês, entretanto a seleção dos ativos foi positiva, uma vez que não carregávamos diversos nomes de varejo tradicional nas carteiras. No relativo, foram esses papéis que tiveram pior desempenho em relação ao benchmark. Por outro lado, a nossa exposição subalocada no setor bancário pesou na performance. Ao lado das empresas de commodities, os bancos tiveram um excelente mês. No balanço geral, obtivemos um desempenho positivo frente ao Ibovespa em outubro. Para novembro, entramos em compasso de espera. Espera essa de diversos eventos locais e internacionais originadores de muita volatilidade e de grande impacto nos mercados. A depender do que acontecer nas eleições norte-americanas, podemos ver uma grande rotação dos ativos de crescimento para os ativos de mais valor, que andam tendo uma fraca performance nos últimos anos. As eleições municipais no Brasil também podem dar um indicativo do que serão as eleições para presidência em 2022. Teremos ou não as apresentações e análises das PECs e dos vetos ainda em 2020? E a extensão do auxílio emergencial? Há chances de termos certeza ainda em novembro. Algumas alterações que foram feitas ao longo de outubro seguem em nossos portfólios de ações, como a redução da nossa exposição subalocada em bancos. Embora ainda acreditamos que este é um setor controverso, que sofre da ausência de investidores compradores no livro de ordens, talvez por não acreditarem nos níveis de rentabilidade dos bancos no longo prazo vis-à-vis seus valuations, um cenário global de reflação provocado pelas eleições americanas e/ou pelo anúncio da vacina poderia beneficiar não só aos bancos, mas também a todos os setores dito “baratos” nas bolsas. De resto, seguimos bem comprados nas empresas de commodities, tal como nos últimos meses, e voltamos a comprar o setor de distribuição de energia. Os dados operacionais do setor estão excelentes e o valuation muito atrativo, fazendo com que a relação risco x retorno, sob o nosso ponto de vista, seja uma das melhores na bolsa atualmente. Por conta do gradativo aumento das incertezas, optamos por reduzir a nossa exposição aos nomes off-index, de liquidez comprovadamente baixa.

Características do Prev Ações XP

Para mais informações confira a Carta do Gestor.

Objetivo do Fundo

Superar o Ibovespa com um tracking error* em torno de 8% a.a ao longo do ciclo de investimento
*Tracking error é uma medida de risco que mede quão distante o desempenho de um fundo ou portfólio está do seu benchmark. No caso, o Ibovespa.
**Fundo Long Only é aquele que posiciona-se somente comprado. Não tem posições vendidas, ou que se beneficiariam de uma eventual queda de preços das ações.

É bom para

Para investidores qualificados que buscam retornos superiores ao Ibovespa.

Perfil de risco agressivo

Superar o IBOVESPA em 8% a.a

Estilo de Atuação

Combinação de uma análise fundamentalista do cenário econômico (análise macro) com uma análise estrutural (vantagens competitivas) e de momento de curto prazo das empresas (análise micro).

Classes de ativos

Investimentos em ações de empresas da bolsa brasileira.

Como funciona

Processos diligentes e retroaprendizagem constante.

1. Prospeção

Gestor acompanha ativamente o mercado identificando as melhores oportunidades.

2. Avaliação

É feito um redesenho do Ibovespa em setores, sob um olhar de risco top down (macro) e bottom up (micro).

3. Aquisição

Uma vez que a relação risco e retorno do investimento atenda às exigências, o gestor irá adquirir o ativo.

4. Controle

O monitoramento de todos os ativos do fundo é realizado de forma ativa.

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

Foto Rafael Oliveira, CFA

Rafael Oliveira, CFA

Ações Long Only

Rafael juntou-se à equipe da Kinea em setembro de 2019 como responsável pelos fundos de ações long only. Anteriormente, passou pelo Credit Suisse, Itaú BBA e Banco Alfa, atuando na análise de empresas listadas de diversos setores e na gestão de portfólios de ações. Mais recentemente foi sócio do Grupo XP, atuando na gestão de portfólios exclusivos de ações. Iniciou a carreira na Gerval, family office, da família Gerdau.

Rafael é graduado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e tem pós graduação em Economia pela mesma instituição.

Foto Guilherme Mazzilli

Guilherme Mazzilli

Ações Brasil L&S

Guilherme Mazzilli iniciou na Kinea em junho de 2015 como gestor responsável
pelas estratégias de ações dentro dos hedge funds. Entre 2010 e 2015 foi gestor
responsável pelos fundos de ações (FIA e Long&Short) da Ashmore no Brasil.
Mazzilli está envolvido na gestão de fundos de ações e multimercados desde 2005,
tendo trabalhando como analista na Bresser Asset e como gestor de Ações no
Daycoval Asset.
Mazzilli possui graduação em Administração de Empresas pela FGV (EAESP) e pós
graduação em economia também pela FGV (EESP).

Foto Marco Aurelio Freire

Marco Aurelio Freire

Sócio e gestor dos fundos líquidos

Marco iniciou na Kinea em Janeiro de 2015 como gestor responsável pelas estratégias Hedge Fund Macro. Entre 2008 e 2014 foi Chief Investment Officer dos fundos de renda fixa locais e multimercados da Franklin Templeton no Brasil.
Marco está envolvido na gestão de fundos de renda fixa e multimercados desde 2004, tendo trabalhando no Bank Boston Asset Management na mesa de renda fixa.
Marco possui o mestrado em economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e é bacharel em economia pela mesma universidade.

Foto Marcus Zanetti

Marcus Zanetti

Ações Brasil Direcional

Marcus juntou-se à Kinea em setembro do 2016. Entre 2009 e 2016 foi analista e sócio responsável pelos setores de consumo, varejo, real estate e serviços financeiros na Bresser Administração de Recursos. Anteriormente, Marcus trabalhou na Alvarez and Marsal Consultoria Empresarial, Banco Itaú BBA e HSBC Bank do Brasil.
Marcus é graduado em engenharia de produção pela Universidade de São Paulo (POLI-USP).

Documentos recentes do Prev Ações XP

Nome do DocumentoData da Atualização
Carta do Gestor

10/2020

10/2020
Informativo de Rentabilidade

10/2020

10/2020
Valor Patrimonial da Cota

11/2020

11/2020

Para documentos antigos acesse nossa seção de documentos.

Perguntas Frequentes sobre o Prev Ações XP

Quem deve investir no Kinea Prev Ações?

Investidores qualificados que buscam exposição em renda variável e retornos acima do IBOVESPA no longo prazo.

Porque investir no Kinea Prev Ações?

Para obter retornos atrelados ao desempenho da bolsa brasileira, agregando maiores rentabilidades a uma carteira previdenciária de investimentos.

Quem está apto a investir no Kinea Prev Ações?

Investidores qualificados que buscam exposição em renda variável e retornos acima do IBOVESPA no longo prazo.

Qual expectativa de retorno do Kinea Prev Ações? E de perda?

No longo prazo o Kinea Prev Ações tem o objetivo de superar o IBOVESPA com um tracking error*, em torno de 6% a.a.

Quais são as despesas do Kinea Prev Ações?

2,0% ao ano de taxa de administração, sem taxa de performance, além de despesas como custódia, legal, etc. A rentabilidade do fundo, bem como sua expectativa de rentabilidade, são liquidas de todas as despesas do fundo.

Qual mínimo de investimento do Kinea Prev Ações?

Consulte seu gerente. Essa informação depende do distribuidor do fundo.

O que é um fundo long only?

Fundo Long Only é aquele que posiciona-se somente comprado. Não tem posições vendidas, ou que se beneficiariam de uma eventual queda de preços das ações.

O que é tracking error?

Tracking error é uma medida de risco que mede quão distante o desempenho de um fundo ou portfólio está do seu benchmark. No caso, o Ibovespa.

Qual a diferença entre PGBL e VGBL?

A principal diferença entre os dois tipos de plano está no tratamento tributário dado. Em ambos os casos, o imposto de renda incide apenas no momento do resgate ou recebimento da renda. Entretanto, enquanto no VGBL o imposto de renda incide apenas sobre os rendimentos, no PGBL o imposto incide sobre o valor total a ser resgatado ou recebido sob a forma de renda. Além disso, no caso do PGBL, os participantes que utilizarem o modelo completo de declaração de ajuste anual do I.R.P.F podem deduzir as contribuições feitas durante o ano de exercício, no limite máximo de 12% de sua renda bruta anual. Já as contribuições feitas ao VGBL, não podem ser deduzidas na declaração de ajuste anual do I.R.P.F. Desta forma, o VGBL é mais adequado aos investidores que utilizam o modelo simplificado de declaração de ajuste anual do I.R.P.F ou que contribuem com mais de 12% da renda bruta anual.

O que significa VGBL?

VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livres) é um plano de seguro de pessoas com diferimento do imposto de renda (que incide somente no momento do resgate ou recebimento dos rendimentos referentes ao plano). Após o período de acumulação de recursos (período de diferimento), o investidor pode acessar o acumulado através de uma renda mensal (vitalícia ou por período determinado) ou resgatar de uma única vez. No caso do VGBL, o imposto de renda incide apenas sobre os rendimentos e as contribuições feitas ao VGBL, não podem ser deduzidas na declaração de ajuste anual do I.R.P.F. Desta forma, o VGBL é mais adequado aos investidores que utilizam o modelo simplificado de declaração de ajuste anual do I.R.P.F ou que as contribuições ultrapassem 12% da renda bruta anual.

O que significa PGBL?

PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livres) é um plano de previdência complementar aberta com diferimento do imposto de renda (que incide somente no momento do resgate ou recebimento dos rendimentos referentes ao plano). Após o período de acumulação de recursos (período de diferimento), o investidor pode acessar o acumulado através de uma renda mensal (vitalícia ou por período determinado) ou resgatar de uma única vez. No caso do PGBL, o imposto de renda incide sobre o valor total a ser resgatado ou recebido sob forma de rendimentos. Além disso, os participantes que utilizarem o modelo completo de declaração de ajuste anual do I.R.P.F podem deduzir as contribuições feitas durante o ano de exercício, no limite máximo de 12% de sua renda bruta anual.

Outros fundos Previdência

Previdência

Fundo
Aberto

Prev Ações

Fundo Previdenciário de Ações Long Only. Alinha a perspectiva de longo prazo da previdência com o mercado de ações brasileiro.

saiba mais
Previdência

Fundo
Aberto

Prev Apolo Itaú

Fundo multimercado de perfil de menor risco que oferece uma alternativa para investidores com histórico de rendimentos em renda fixa mas que buscam retornos superiores em períodos de baixa taxa de juros.

saiba mais
Previdência

Fundo
Aberto

Prev Apolo XP

Fundo multimercado de perfil de menor risco que oferece uma alternativa para investidores com histórico de rendimentos em renda fixa mas que buscam retornos superiores em períodos de baixa taxa de juros.

saiba mais
Previdência

Fundo
Aberto

Prev Crédito Privado

Fundo previdenciário de crédito privado de alta qualidade de risco de crédito.

saiba mais
Previdência

Fundo
Aberto

Prev MM

Alternativa previdenciária para investidores que buscam retornos consistentes e superiores em períodos de baixa taxa de juros.

saiba mais
Previdência

Fundo
Aberto

Prev RF

Fundo de renda fixa previdenciário. Auxilia de forma segura e gradual o aumento de capital ao longo do tempo da reserva de aposentadoria.

saiba mais
Previdência

Fundo
Aberto

Prev XTR

Versão previdenciária do fundo Kinea Chronos. O XTR, da mesma forma que o Chronos, investe em juros, moedas, commodities, ações, no Brasil e no Exterior.

saiba mais
Detalhe Fundo dot
Detalhe Fundo Linhas

Cadastre-se em nossa newsletter

E fique por dentro do mercado de fundos