Voltar

Pontuação de Risco

Pontuação de Risco 2

x

Pontuação de Risco A Pontuação de Risco Kinea é feita com base nos riscos de mercado, crédito e liquidez.

Taxa de Administração Máxima

0.7% a.a.

Taxa de Performance

20% do que exceder 100% CDI

Público Alvo

Inv. Qualificado

Onde investir no Andes Prev?

NOVIDADE

Invista nos fundos Kinea

Cadastre-se em nossa plataforma de investimentos em parceria com a Órama.

Rentabilidade do Andes Prev

Atualizado em Março 2024

Selecione o ano
2024 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
FUNDO 3.08% 1.13% 0.95% 0.97%                  
CDI 2.62% 0.97% 0.80% 0.83%                  
%CDI 117.44% 117.32% 118.15% 116.35%                  
2023 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
FUNDO 14.46% 1.07% 0.72% 1.10% 0.93% 1.37% 1.20% 1.29% 1.52% 1.15% 1.12% 1.10% 1.02%
CDI 13.05% 1.12% 0.92% 1.17% 0.92% 1.12% 1.07% 1.07% 1.14% 0.97% 1.00% 0.92% 0.90%
%CDI 110.86% 95.08% 78.82% 93.23% 101.08% 121.93% 111.65% 120.52% 133.78% 118.44% 112.29% 119.33% 113.90%
2022 ANO JAN. FEV. MAR. ABR. MAI. JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.
FUNDO 10.74%       0.76% 1.08% 0.97% 1.17% 1.56% 1.01% 1.24% 1.25% 1.23%
CDI 9.57%       0.70% 1.03% 1.01% 1.03% 1.17% 1.07% 1.02% 1.02% 1.12%
%CDI 112.28%       108.14% 104.39% 95.79% 113.07% 133.22% 94.00% 121.94% 122.16% 109.90%

Palavra do Gestor

Data ref. Março 2024

Vídeo de análise

Data ref. Março/24

Se preferir, confira a carta na íntegra:

Para ver as informações completas, acesse a Carta do Gestor.

O fundo Kinea Andes Prev IVP RF CP FICFI entregou um retorno a seus cotistas de 0,97% em março (116,35% do CDI), e um acumulado de 14,65% em 12 meses (118,52% do CDI). A carteira de crédito privado do fundo encerrou o mês com spread de 1,96% acima do CDI e uma duration de 2,76 anos.

Nos Estados Unidos, apesar dos dados fortes de emprego e inflação, a última reunião do FED adotou uma postura mais moderada, mantendo o plano de iniciar cortes de juros em breve. Isso se deve, em grande parte, a uma interpretação mais otimista do mercado de trabalho, cuja solidez pode ser atribuída à alta imigração. A incerteza persiste em relação à extensão e ao momento inicial do ciclo de cortes, que dependerão da convergência da inflação. Contudo, a direção parece ser de cortes graduais. Na Europa, a atividade econômica continua fraca, enquanto a inflação vem gradualmente se moderando, o que deu mais confiança para o Banco Central Europeu sinalizar a possibilidade de cortes de juros, com expectativa que isso ocorra até junho. Por fim, na China, o cenário econômico continua em ajuste estrutural com esforços para encontrar estímulos fiscais que disciplinem o ritmo de crescimento.

No Brasil, os indicadores de atividade de janeiro foram uma surpresa positiva, especialmente no mercado de trabalho, com dados de geração de emprego e renda mostrando robustez. Esses números aumentaram as expectativas de crescimento para o trimestre, inclusive as nossas. No aspecto fiscal, a arrecadação federal também apresentou força, o que contribuiu para o adiamento da mudança da meta fiscal. Dessa forma, mantemos a perspectiva de uma mudança de meta próxima a junho, com um risco fiscal para este ano que consideramos limitado. Em nossa visão, temos um banco central que ainda se mantém em ciclo de corte mesmo com núcleo de inflação de serviços reacelerando no momento.

Em crédito local, o mercado seguiu tendo bons resultados. O spread de crédito medido pelo Índice de Debêntures da Anbima fechou aproximadamente 14bps no mês, já totalizando 31bps de fechamento desde o início de 2024. Mantemos uma perspectiva positiva para os próximos meses, impulsionada pelo significativo fluxo de captação dos fundos de crédito e pelo aumento esperado de vencimentos de títulos em comparação com meses anteriores. Nessa perspectiva, esperamos uma crescente demanda por debêntures, sem um aumento correspondente de emissões primárias. Do lado fundamental, as métricas de crédito das empresas seguem melhorando, ajudadas pela atividade resiliente no Brasil, queda da Selic e as empresas priorizando recomposição de margem e desalavancagem. Diversos papéis já atingiram o menor nível de spread histórico desde sua emissão e isso deve se repetir com outras debêntures no mercado local. Em paralelo, nós temos redobrado nossos esforços de originação de papéis de qualidade com spreads mais altos em negociações diretas com as companhias.

Em relação ao crédito offshore, também tivemos um mês positivo via fechamento de spreads, com os dados de uma atividade econômica americana saudável nesse início de ano. Entretanto, nós aproveitamos o movimento de mercado para reduzir (com lucros) ainda mais nossa exposição ao segmento, pois consideramos os níveis atuais de spreads bastante baixos em contexto histórico. Assim, optamos por proteger a carteira neste momento, ganhando fôlego para compras oportunísticas se spreads voltarem a abrir ao longo do ano. Nossa carteira offshore atualmente tem um spread de aproximadamente CDI +2,94%.

Em nosso portfólio, os principais destaques de performance foram novamente as debêntures da CEEE-G (geração de energia) e Guararapes (varejo). Em relação as principais modificações do mês, aumentamos nossas participações em operações estruturadas. Além disso, realizamos aquisições de ativos no mercado secundário de diversos emissores, tais como C&A e Hypera.

Características do Andes Prev

Objetivo do Fundo

Com uma seleção de ativos de crédito de alta qualidade, o Kinea Prev Andes é um fundo que tem como objetivo trazer retornos acima do CDI.

Selecionando transações de rendimentos atraentes e que passem por nossas análises criteriosas de risco, o fundo investe em ativos de crédito privado de grandes empresas locais e do exterior, arbitrando entre estes dois mercados ao longo do tempo de acordo com suas atratividades relativas para gerar ganhos acima do CDI.

Além de investir nos instrumentos tradicionais de crédito local brasileiros (Debêntures, Letras Financeiras, FIDCs e CRIs), o fundo também terá exposição a títulos de dívida corporativa no mercado offshore, que pagam juros em Dólares e são transformados, através de instrumentos tradicionais de hedge, em rendimentos indexados ao CDI e sem risco cambial, aumentando o retorno médio possível em comparação a uma carteira de créditos negociados puramente no mercado local brasileiro.

Superar CDI em ativos de crédito

Classes de ativos

A alocação é variável/alternada entre papéis de crédito do mercado local brasileiro e do mercado offshore da América Latina, aproveitando-se de diferenças importantes de remuneração entre mercados de risco de crédito muito similares. Esta flexibilidade tem o objetivo de aumentar o retorno do fundo sem aumentar o risco de crédito da carteira, beneficiando seus cotistas.

Estilo da gestão

O estilo de gestão da carteira terá como foco principal a alta qualidade de crédito e a liquidez dos papéis investidos. Dada a flexibilidade do fundo para investir em ativos no mercado local e offshore (com hedge para eliminar o risco cambial), e dado que o mercado de crédito offshore apresenta maior volatilidade de preço (mas não de qualidade de crédito) comparado ao mercado local brasileiro, a gestão do fundo será focada em identificar momentos oportunos para vender parte da posição em créditos locais e aplicar em crédito offshore, buscando beneficiar o fundo de spreads de créditos mais altos no mercado offshore e também de oportunidades de ganho de capital acima do carrego puro da carteira.

O prazo de resgate do Kinea Andes Prev foi reduzido de 11 dias úteis para 1 dia útil, ou seja, de hoje em diante você pode receber seus recursos no dia seguinte ao pedido de resgate. Com isso, você ganha liquidez e mais facilidade no dia a dia.

Além disso, o fundo terá oportunidade de alocação em transações originadas pela equipe de Infraestrutura e Real Estate/Imobiliário da Kinea, que além de selecionar papéis com baixo risco e bom retorno acima do CDI, permite capturar para os clientes Kinea taxas de originação que normalmente seriam pagos aos bancos intermediários.

Por fim, o fundo também se beneficia da integração com a equipe de gestão dos fundos multimercados da Kinea, permitindo operar, oportunisticamente e sempre em escala moderada, os mercados de DI, inflação e câmbio (que indexam os papéis dos fundos) em momentos de alta convicção.

Como funciona

Processos diligentes e criteriosa seleção dos ativos.

Como Funciona | Crédito Privado

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

Foto Ivan Fernandes

Ivan Fernandes

Head de Crédito Privado

Ivan Fernandes juntou-se a Kinea em Janeiro de 2021 para gerir a área de credito corporativo nos fundos liquidos, com um portfolio inicial de BRL3.2bn. Ivan fez carreira focada em investimentos em instrumentos corporativos na America Latina (credito e acoes), com overlay de macro. Ele foi Head de Latam Credit Research na Pictet Asset Management em Londres nos últimos 7 anos, após 10 anos divididos entre Latam Investment Banking no JPMorgan (M&A+DCM), acoes long/short Latam na Bassini+Co (NY), e Latam credit research no Barclays (NY).

Ivan é formado em Engenharia Eletrica pela Poli-USP, tem MBA em Yale, e CFA.

Foto Guilherme Bassani

Guilherme Bassani

Trader

Ingressou na Kinea em 2017 atuando na área de Middle Office, em 2021 foi integrado ao time de gestão de renda fixa, e no ano seguinte entrou na área gestão de crédito privado como analista de portfólio. Guilherme Ali é formado em bacharelado em Ciência e Tecnologia e é discente em engenharia de Instrumentação, Automação e Robótica, ambos cursados na Universidade Federal do ABC.

Foto Gustavo Muniz

Gustavo Muniz

Analista de Crédito Privado

Foto João Vitor Melo

João Vitor Melo

Analista de Crédito Privado

João ingressou na Kinea em março de 2024 para atuar no time de Credito Privado.

Foto Moises Goes

Moises Goes

Analista de Crédito Privado

Foto Rafael Koji

Rafael Koji

Analista de Crédito Privado

Rafael ingressou na Kinea em março de 2024 para atuar no time de Credito Privado.

Documentos recentes do Andes Prev

Nome do Documento Data da Atualização
One Page

3/2024

3/2024
Carta do Gestor

3/2024

3/2024
Informativo de Rentabilidade

3/2024

3/2024
Regulamento

1/2023

1/2023

Para documentos antigos acesse nossa seção de documentos.

Para documentos não recorrentes, visite a página do administrador do fundo.

Disclaimer

1. Trata-se da taxa de administração máxima, considerando as taxas dos fundos investidos

2. Trata-se da taxa de performance considerando todos os fundos investidos.

Outros fundos Crédito Privado

Crédito Privado

Fundo
Aberto

Alpes Prev

É um fundo previdenciário de crédito privado, investindo em títulos de dívida de grandes empresas brasileiras e da América Latina, com meta de retornos acima do CDI.

saiba mais
Crédito Privado

Fundo
Aberto

Andes

É um fundo de crédito privado, investindo em títulos de dívida de grandes empresas brasileiras e da América Latina, com meta de retornos acima do CDI.

saiba mais
Crédito Privado

Fundo
Aberto

Crédito Privado Institucional

Fundo de Crédito Privado, investindo no mercado local via Debêntures de empresas de capital aberto e Letras Financeiras.

saiba mais
Crédito Privado

Fundo
Aberto

Crédito Privado Prev

Fundo previdenciário de crédito privado de alta qualidade de risco de crédito.

saiba mais
Crédito Privado

Fundo
Aberto

Nepal

Fundo de Crédito Privado que opera no mercado local e offshore, agregando retorno via exposição a renda fixa global.

saiba mais
Crédito Privado

Fundo
Aberto

Oportunidade

Fundo criado para aproveitar oportunidades em diferentes classes de ativos dentro do mercado de crédito privado.

saiba mais

Cadastre-se em nossa newsletter

E fique por dentro do mercado de fundos

Ao se cadastrar você concordar com nossa Política de Privacidade.
Cadastre-se na Newsletter

Cadastre-se na Newsletter

WhatsApp
Ao se cadastrar você aceita a receber o contato da Kinea a respeito dos nossos fundos de investimento.