RF Absoluto

Para investidores que buscam uma alternativa aos seus investimentos em renda fixa, o RF Absoluto faz uma alocação dinâmica no mercado brasileiro de crédito, juros e inflação e renda fixa internacional.

Palavra
do Gestor

Agosto 2019

As posições direcionais apresentaram resultados negativos com o aumento das taxas de juros nos títulos brasileiros. O enfraquecimento do Real levou o mercado a questionar os níveis de juros mais baixos no Brasil. No entanto, núcleos de inflação abaixo da meta de inflação e desemprego elevado devem limitar o repasse cambial. Seguimos comprados em NTNB intermediárias e longas. Durante o mês, trocamos parte da posição em NTN-B intermediária para juros nominais

A estratégia de juros relativo teve resultado negativo. Durante o mês, o mercado manteve inalterada e expectativa de corte para 2019, aumentou a expectativa de alta para 2020 e diminuiu as altas em 2021 e 2022. Esse último movimento gerou resultados negativos nas nossas posições compradas em inclinação entre o segundo semestre de 2021 e o segundo semestre de 2022. Seguimos aumentando nossa exposição comprada em inclinação no segundo semestre de 2023 e iniciamos posições vendidas no segundo semestre de 2020.

A posição de caixa teve resultado positivo. O prêmio de títulos públicos fechou ao longo do mês em todos os vencimentos de LTNs e NTN-Fs e apresentou estabilidade nas NTN-Bs. O fundo manteve as posições de LTNs e NTN-Bs casadas e diminuiu a carteira de NTN-F casada.

Em relação a inflação, o resultado foi neutro. O Fundo segue comprado em inflação para 2019 e vendido no ano de 2020.

O resultado da carteira de crédito foi neutro. Vimos durante o mês uma ligeira abertura de prêmio dos papéis, principalmente aqueles em percentual do CDI. Trata-se de uma correção dos spreads de crédito dado o novo patamar de juros. Fizemos apenas uma alocação em mercado primário no mês em uma debênture de uma empresa de consumo. O fundo encerrou o mês 17,5% alocado em crédito privado.

Em renda fixa internacional, o resultado foi positivo, principalmente com a queda de juros nos títulos de 10 anos mexicanos. Nas moedas, seguimos vendidos no Euro e gradativamente voltamos a aumentar a alocação no Real.

Rentabilidade

O Fundo possui histórico inferior a 6 meses. Dessa forma, seguindo o Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, sua rentabilidade será divulgada após 31/07/2018.

Rentabilidade

2019

2019 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
FUNDO 0.81% 0.49% 0.51% 0.52% 0.67% 0.69% 0.60% 0.43% 4.82%
CDI 0.54% 0.49% 0.47% 0.52% 0.54% 0.47% 0.57% 0.50% 4.18%
% SOBRE CDI 148.66% 100.22% 108.04% 99.59% 123.87% 147.33% 106.20% 85.79% 115.30%

2018

2018 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
FUNDO 0.64% 0.67% 0.45% 0.01% 0.72% 0.78% 0.42% 0.53% 1.05% 0.41% 0.62% 6.48%
CDI 0.47% 0.53% 0.52% 0.52% 0.52% 0.54% 0.57% 0.47% 0.54% 0.49% 0.49% 5.81%
% SOBRE CDI 138.21% 126.76% 87.53% 1.02% 138.53% 143.19% 74.31% 112.32% 193.19% 84.07% 126.05% 111.67%

Patrimônio
Líquido

agosto 2019

R$ 9.297.691.907

MÉDIO (12 meses)

R$ 3.632.785.300

Atribuição de Performance

Rentabilidade acima do CDI por estratégia.

Objetivo do Fundo

Superar o CDI
em linha com uma
volatilidade média
em torno de
1,25% a.a
ao longo do ciclo
de investimento

É bom para

Investidores em geral que buscam retornos acima do CDI no médio prazo.

Contém

Investimentos em diferentes mercados: crédito (até 49%), juros pré e pós fixados e instrumentos ligados à inflação no Brasil e renda fixa internacional.

Estilo de Atuação

Gestão dinâmica com abordagens macro e micro econômicas.

Atuação

Investimento com atuação local.

Início do
Fundo

31/01/2018

Taxas:

0,90% a.a. (administração) 20% do que exceder 100% CDI (performance)

Processos

Bem definidos, com clara atribuição de responsabilidades.

Filosofia
de risco

Maiores retornos controlando riscos extremos.

Como funciona

Processos diligentes e retroaprendizagem constante.

1. Especialistas

Especialistas em cada mercado sugerem ao comitê operações com potencial de retorno assimétrico;

2. Comitê

Análise e questionamento entre especialistas e o comitê para a definição da alocação: disciplina, assertividade e atribuição de responsabilidades na escolha dos melhores ativos.

3. Portifólio

Definição da carteira de investimentos.

4. Execução

Execução baseada em preços e critérios técnicos.

5. Retro-Aprendizagem

Revisão do cenário;
Atribuição de performance.

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

Marco Aurelio Freire

Sócio e gestor dos fundos líquidos

Daniela Gamboa

Crédito Privado

Denis Ferrari

Renda Fixa Local

Fábio Longuini

Latam

Guilherme Paris

Volatilidade

Leandro Teixeira

Arbitragem de Juros
Palavra do Gestor
Agosto 2019

As posições direcionais apresentaram resultados negativos com o aumento das taxas de juros nos títulos brasileiros. O enfraquecimento do Real levou o mercado a questionar os níveis de juros mais baixos no Brasil. No entanto, núcleos de inflação abaixo da meta de inflação e desemprego elevado devem limitar o repasse cambial. Seguimos comprados em NTNB intermediárias e longas. Durante o mês, trocamos parte da posição em NTN-B intermediária para juros nominais

A estratégia de juros relativo teve resultado negativo. Durante o mês, o mercado manteve inalterada e expectativa de corte para 2019, aumentou a expectativa de alta para 2020 e diminuiu as altas em 2021 e 2022. Esse último movimento gerou resultados negativos nas nossas posições compradas em inclinação entre o segundo semestre de 2021 e o segundo semestre de 2022. Seguimos aumentando nossa exposição comprada em inclinação no segundo semestre de 2023 e iniciamos posições vendidas no segundo semestre de 2020.

A posição de caixa teve resultado positivo. O prêmio de títulos públicos fechou ao longo do mês em todos os vencimentos de LTNs e NTN-Fs e apresentou estabilidade nas NTN-Bs. O fundo manteve as posições de LTNs e NTN-Bs casadas e diminuiu a carteira de NTN-F casada.

Em relação a inflação, o resultado foi neutro. O Fundo segue comprado em inflação para 2019 e vendido no ano de 2020.

O resultado da carteira de crédito foi neutro. Vimos durante o mês uma ligeira abertura de prêmio dos papéis, principalmente aqueles em percentual do CDI. Trata-se de uma correção dos spreads de crédito dado o novo patamar de juros. Fizemos apenas uma alocação em mercado primário no mês em uma debênture de uma empresa de consumo. O fundo encerrou o mês 17,5% alocado em crédito privado.

Em renda fixa internacional, o resultado foi positivo, principalmente com a queda de juros nos títulos de 10 anos mexicanos. Nas moedas, seguimos vendidos no Euro e gradativamente voltamos a aumentar a alocação no Real.

Rentabilidade

O Fundo possui histórico inferior a 6 meses. Dessa forma, seguindo o Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, sua rentabilidade será divulgada após 31/07/2018.

Rentabilidade

2018 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN.
FEV. 0.64% 0.47% 138.21%
MAR. 0.67% 0.53% 126.76%
ABR. 0.45% 0.52% 87.53%
MAI. 0.01% 0.52% 1.02%
JUN. 0.72% 0.52% 138.53%
JUL. 0.78% 0.54% 143.19%
AGO. 0.42% 0.57% 74.31%
SET. 0.53% 0.47% 112.32%
OUT. 1.05% 0.54% 193.19%
NOV. 0.41% 0.49% 84.07%
DEZ. 0.62% 0.49% 126.05%
2017 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN. . . .
FEV. . . .
MAR. . . .
ABR. . . .
MAI. . . .
JUN. . . .
JUL. . . .
AGO. . . .
SET. . . .
OUT. . . .
NOV. . . .
DEZ. . . .
2016 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN. . . .
FEV. . . .
MAR. . . .
ABR. . . .
MAI. . . .
JUN. . . .
JUL. . . .
AGO. . . .
SET. . . .
OUT. . . .
NOV. . . .
DEZ. . . .
2015 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN. . . .
FEV. . . .
MAR. . . .
ABR. . . .
MAI. . . .
JUN. . . .
JUL. . . .
AGO. . . .
SET. . . .
OUT. . . .
NOV. . . .
DEZ. . . .

Patrimônio Líquido

agosto 2019

R$ 9.297.691.907

MÉDIO (12 meses)

R$ 3.632.785.300

Atribuição de Performance

Rentabilidade acima do CDI por estratégia.

Objetivo do Fundo

Superar o CDI
em linha com uma
volatilidade média
em torno de
1,25% a.a
ao longo do ciclo
de investimento

É bom para

Investidores em geral que buscam retornos acima do CDI no médio prazo.

Contém

Investimentos em diferentes mercados: crédito (até 49%), juros pré e pós fixados e instrumentos ligados à inflação no Brasil e renda fixa internacional.

Estilo de Atuação

Gestão dinâmica com abordagens macro e micro econômicas.

Atuação

Mercados locais e internacionais, com foco em Brasil.

Início do Fundo

31/01/2018

Taxa de administração

0,90% a.a. (administração) 20% do que exceder 100% CDI (performance)

Processos

Bem definidos, com clara atribuição de responsabilidades.

Filosofia de risco

Maiores retornos controlando riscos externos.

Como funciona

Processos diligentes e retroaprendizagem constante.

1. Especialistas

Especialistas em cada mercado sugerem ao comitê operações com potencial de retorno assimétrico;

2. Comitê

Análise e questionamento entre especialistas e o comitê para a definição da alocação: disciplina, assertividade e atribuição de responsabilidades na escolha dos melhores ativos.

3. Portifólio

Definição da carteira de investimentos.

4. Execução

Execução baseada em preços e critérios técnicos.

5. Retro-Aprendizagem

Revisão do cenário;
Atribuição de performance.

Equipe

Especializada e multidisciplinar, sócia do cliente do fundo.

  • Daniela Gamboa

    Crédito Privado

  • Denis Ferrari

    Renda Fixa Local

  • Fábio Longuini

    Latam

  • Guilherme Paris

    Volatilidade

  • Leandro Teixeira

    Arbitragem de Juros

  • Marco Aurelio Freire

    Sócio e gestor dos fundos líquidos