RF Absoluto

Para investidores que buscam uma alternativa aos seus investimentos em renda fixa, o RF Absoluto faz uma alocação dinâmica no mercado brasileiro de crédito, juros e inflação e renda fixa internacional.

Palavra
do Gestor

outubro 2019

As posições direcionais apresentaram resultados positivos. O mercado voltou a diminuir as expectativas para a taxa Selic. A inflação corrente seguiu surpreendendo positivamente, enquanto as projeções para 2020 caíram com a atualização pelo IBGE dos pesos do IPCA. Diminuímos as posições em NTNB intermediária e seguimos comprados nas NTNBs de prazo longo.

A estratégia de juros relativo foi neutro. Estamos vendidos na inclinação entre o segundo semestre de 2020 e o primeiro semestre de 2021 e comprados entre o segundo semestre de 2021 e o segundo semestre de 2022. Além disso, estamos comprados no segundo semestre de 2023.

A posição de caixa teve resultado levemente positivo. O fechamento do prêmio das NTN-Bs casadas mais do que compensou a abertura do prêmio das LTNs casadas curtas. O fundo mantém as posições.

Em relação a inflação, zeramos nossas posições compradas para o ano de 2019 e iniciamos uma posição vendida em inflação no ano de 2020.

O resultado da carteira de crédito foi negativo. A situação econômica das empresas segue melhorando com queda de juros e retomada gradual do crescimento no país. No entanto, eventos técnicos tem levado a abertura de taxas nesse mercado. Estamos aproveitando a oportunidade para voltar a aumentar gradativamente nossa alocação em crédito.

Em renda fixa internacional, o resultado foi positivo. A principal contribuição positiva veio nas moedas com ganhos na Libra, no Real e no Peso Mexicano. O Fundo manteve essas moedas e adicionou posições na Coroa Norueguesa e no Dólar Australiano. Nos juros, tivemos ganhos com as posições para juros menores na curva mexicana.

Rentabilidade

O Fundo possui histórico inferior a 6 meses. Dessa forma, seguindo o Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, sua rentabilidade será divulgada após 31/07/2018.

Rentabilidade

2019

2019 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
FUNDO 0.81% 0.49% 0.51% 0.52% 0.67% 0.69% 0.60% 0.43% 0.60% 0.63% 6.11%
CDI 0.54% 0.49% 0.47% 0.52% 0.54% 0.47% 0.57% 0.50% 0.47% 0.48% 5.17%
% SOBRE CDI 148.66% 100.22% 108.04% 99.59% 123.87% 147.33% 106.20% 85.79% 129.02% 130.28% 118.21%

2018

2018 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
FUNDO 0.64% 0.67% 0.45% 0.01% 0.72% 0.78% 0.42% 0.53% 1.05% 0.41% 0.62% 6.48%
CDI 0.47% 0.53% 0.52% 0.52% 0.52% 0.54% 0.57% 0.47% 0.54% 0.49% 0.49% 5.81%
% SOBRE CDI 138.21% 126.76% 87.53% 1.02% 138.53% 143.19% 74.31% 112.32% 193.19% 84.07% 126.05% 111.67%

Patrimônio
Líquido

outubro 2019

R$ 12.858.099.547

MÉDIO (12 meses)

R$ 5.448.166.273

Atribuição de Performance

Rentabilidade acima do CDI por estratégia.

Objetivo do Fundo

Superar o CDI
em linha com uma
volatilidade média
em torno de
1,25% a.a
ao longo do ciclo
de investimento

É bom para

Investidores em geral que buscam retornos acima do CDI no médio prazo.

Contém

Investimentos em diferentes mercados: crédito (até 49%), juros pré e pós fixados e instrumentos ligados à inflação no Brasil e renda fixa internacional.

Estilo de Atuação

Gestão dinâmica com abordagens macro e micro econômicas.

Atuação

Investimento com atuação local.

Início do
Fundo

31/01/2018

Taxas:

0,90% a.a. (administração) 20% do que exceder 100% CDI (performance)

Processos

Bem definidos, com clara atribuição de responsabilidades.

Filosofia
de risco

Maiores retornos controlando riscos extremos.

Como funciona

Processos diligentes e retroaprendizagem constante.

1. Especialistas

Especialistas em cada mercado sugerem ao comitê operações com potencial de retorno assimétrico;

2. Comitê

Análise e questionamento entre especialistas e o comitê para a definição da alocação: disciplina, assertividade e atribuição de responsabilidades na escolha dos melhores ativos.

3. Portifólio

Definição da carteira de investimentos.

4. Execução

Execução baseada em preços e critérios técnicos.

5. Retro-Aprendizagem

Revisão do cenário;
Atribuição de performance.

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

Marco Aurelio Freire

Sócio e gestor dos fundos líquidos

Daniela Gamboa

Crédito Privado

Denis Ferrari

Renda Fixa Local

Fábio Longuini

Latam

Guilherme Paris

Volatilidade

Leandro Teixeira

Arbitragem de Juros
Palavra do Gestor
outubro 2019

As posições direcionais apresentaram resultados positivos. O mercado voltou a diminuir as expectativas para a taxa Selic. A inflação corrente seguiu surpreendendo positivamente, enquanto as projeções para 2020 caíram com a atualização pelo IBGE dos pesos do IPCA. Diminuímos as posições em NTNB intermediária e seguimos comprados nas NTNBs de prazo longo.

A estratégia de juros relativo foi neutro. Estamos vendidos na inclinação entre o segundo semestre de 2020 e o primeiro semestre de 2021 e comprados entre o segundo semestre de 2021 e o segundo semestre de 2022. Além disso, estamos comprados no segundo semestre de 2023.

A posição de caixa teve resultado levemente positivo. O fechamento do prêmio das NTN-Bs casadas mais do que compensou a abertura do prêmio das LTNs casadas curtas. O fundo mantém as posições.

Em relação a inflação, zeramos nossas posições compradas para o ano de 2019 e iniciamos uma posição vendida em inflação no ano de 2020.

O resultado da carteira de crédito foi negativo. A situação econômica das empresas segue melhorando com queda de juros e retomada gradual do crescimento no país. No entanto, eventos técnicos tem levado a abertura de taxas nesse mercado. Estamos aproveitando a oportunidade para voltar a aumentar gradativamente nossa alocação em crédito.

Em renda fixa internacional, o resultado foi positivo. A principal contribuição positiva veio nas moedas com ganhos na Libra, no Real e no Peso Mexicano. O Fundo manteve essas moedas e adicionou posições na Coroa Norueguesa e no Dólar Australiano. Nos juros, tivemos ganhos com as posições para juros menores na curva mexicana.

Rentabilidade

O Fundo possui histórico inferior a 6 meses. Dessa forma, seguindo o Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, sua rentabilidade será divulgada após 31/07/2018.

Rentabilidade

2018 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN.
FEV. 0.64% 0.47% 138.21%
MAR. 0.67% 0.53% 126.76%
ABR. 0.45% 0.52% 87.53%
MAI. 0.01% 0.52% 1.02%
JUN. 0.72% 0.52% 138.53%
JUL. 0.78% 0.54% 143.19%
AGO. 0.42% 0.57% 74.31%
SET. 0.53% 0.47% 112.32%
OUT. 1.05% 0.54% 193.19%
NOV. 0.41% 0.49% 84.07%
DEZ. 0.62% 0.49% 126.05%
2017 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN. . . .
FEV. . . .
MAR. . . .
ABR. . . .
MAI. . . .
JUN. . . .
JUL. . . .
AGO. . . .
SET. . . .
OUT. . . .
NOV. . . .
DEZ. . . .
2016 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN. . . .
FEV. . . .
MAR. . . .
ABR. . . .
MAI. . . .
JUN. . . .
JUL. . . .
AGO. . . .
SET. . . .
OUT. . . .
NOV. . . .
DEZ. . . .
2015 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN. . . .
FEV. . . .
MAR. . . .
ABR. . . .
MAI. . . .
JUN. . . .
JUL. . . .
AGO. . . .
SET. . . .
OUT. . . .
NOV. . . .
DEZ. . . .

Patrimônio Líquido

outubro 2019

R$ 12.858.099.547

MÉDIO (12 meses)

R$ 5.448.166.273

Atribuição de Performance

Rentabilidade acima do CDI por estratégia.

Objetivo do Fundo

Superar o CDI
em linha com uma
volatilidade média
em torno de
1,25% a.a
ao longo do ciclo
de investimento

É bom para

Investidores em geral que buscam retornos acima do CDI no médio prazo.

Contém

Investimentos em diferentes mercados: crédito (até 49%), juros pré e pós fixados e instrumentos ligados à inflação no Brasil e renda fixa internacional.

Estilo de Atuação

Gestão dinâmica com abordagens macro e micro econômicas.

Atuação

Mercados locais e internacionais, com foco em Brasil.

Início do Fundo

31/01/2018

Taxa de administração

0,90% a.a. (administração) 20% do que exceder 100% CDI (performance)

Processos

Bem definidos, com clara atribuição de responsabilidades.

Filosofia de risco

Maiores retornos controlando riscos externos.

Como funciona

Processos diligentes e retroaprendizagem constante.

1. Especialistas

Especialistas em cada mercado sugerem ao comitê operações com potencial de retorno assimétrico;

2. Comitê

Análise e questionamento entre especialistas e o comitê para a definição da alocação: disciplina, assertividade e atribuição de responsabilidades na escolha dos melhores ativos.

3. Portifólio

Definição da carteira de investimentos.

4. Execução

Execução baseada em preços e critérios técnicos.

5. Retro-Aprendizagem

Revisão do cenário;
Atribuição de performance.

Equipe

Especializada e multidisciplinar, sócia do cliente do fundo.

  • Daniela Gamboa

    Crédito Privado

  • Denis Ferrari

    Renda Fixa Local

  • Fábio Longuini

    Latam

  • Guilherme Paris

    Volatilidade

  • Leandro Teixeira

    Arbitragem de Juros

  • Marco Aurelio Freire

    Sócio e gestor dos fundos líquidos