IPCA Absoluto

Fundo multimercado indexado à inflação com gestão atenta às melhores soluções em renda fixa e moedas.

Palavra
do Gestor

março 2020

O resultado foi negativo em juros direcionais. Durante o mês, concentramos nossas posições em juros curtos e intermediários. A redução da atividade econômica em consequência da pandemia do Coronavírus e a queda das commodities devem mais do que compensar o impacto do câmbio na inflação. Com isso, os juros básicos devem permanecer baixos por um longo período no Brasil (podendo, inclusive, cair mais). A expansão fiscal não deve impedir esse cenário benigno para os juros, desde que fique circunscrita ao curto prazo.

O resultado foi negativo devido as posições em dólar australiano, Euro e peso mexicano. Essas posições foram zeradas logo no início do mês devido ao impacto no dólar da forte demanda por liquidez por parte das empresas. Ao longo do tempo, países que conseguirem operar melhor a logística necessária para retomar a atividade econômica sem sobrecarregar o sistema de saúde deverão ser beneficiados em suas moedas, bolsas e inclinações de juros. Nesse sentido, alocações em moedas asiáticas poderão ser interessantes. No cupom cambial, montamos proteções compradas como proteção ao portfólio.

A estratégia de juros relativo teve desempenho negativo. Durante o mês, concentramos nossas posições em juros curtos e intermediários. A redução da atividade econômica em consequência da pandemia do Coronavírus e a queda das commodities devem mais do que compensar o impacto do câmbio na inflação. Com isso, os juros básicos devem permanecer baixos por um longo período no Brasil (podendo, inclusive, cair mais). A expansão fiscal não deve impedir esse cenário benigno para os juros, desde que fique circunscrita ao curto prazo.

Em relação as posições de caixa, o resultado foi negativo. Apesar da baixa inflação corrente e projetada para o período (+0,25% para o mês de fevereiro e projeção de +0,11% para o mês de março), o fundo teve resultados negativos com a abertura de quase 150bps na taxa de juro real de 1 ano para 2,40%aa. Atualmente o fundo possui posição em NTNBs ago/2020 e mai/2021, mantendo o prazo da carteira próximo de 1 ano e exposição de 100% em inflação.

Por fim, a posição de inflação teve resultado positivo. Ocorreu uma forte queda na inflação implícita para o ano de 2020. Essas projeções saíram de 3,05% no final de fevereiro para um patamar inferior a 1,50% atualmente. Nossos ganhos na posição vendida para o ano de 2020 mais do que compensaram o resultado negativo nas posições compradas para prazos mais longos. Zeramos nossas posições de inflação ao longo do mês de março.

Rentabilidade

2020

2020 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
FUNDO 0.26% 0.74% -1.43% -0.44%
IPCA+5,5% 0.73% 0.62% 0.58% 1.95%
+/-IPCA+5,5% -0.47% 0.12% -2.02% -2.39%

2019

2019 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
FUNDO 1.49% 0.55% 0.48% 0.97% 0.76% 1.17% 0.84% 0.10% 1.07% 1.03% 0.20% 1.14% 10.25%
IPCA+5,5% 0.79% 0.86% 1.16% 1.02% 0.60% 0.41% 0.68% 0.58% 0.41% 0.59% 0.94% 1.60% 10.07%
+/-IPCA+5,5% 0.70% -0.31% -0.68% -0.05% 0.16% 0.75% 0.16% -0.48% 0.67% 0.44% -0.74% -0.47% 0.18%

2018

2018 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
FUNDO 1.19% 0.86% 1.15% 0.92% -0.31% 1.05% 1.09% 0.16% 1.04% 1.85% -0.36% 0.78% 9.81%
IPCA+5,5% 0.76% 0.70% 0.54% 0.67% 0.85% 1.71% 0.80% 0.40% 0.89% 0.92% 0.21% 0.58% 9.41%
+/-IPCA+5,5% 0.43% 0.16% 0.61% 0.25% -1.16% -0.66% 0.29% -0.24% 0.15% 0.93% -0.58% 0.20% 0.41%

2017

2017 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
FUNDO 0.77% 1.78% 0.75% 0.66% 0.86% 0.22% 0.45% 5.61%
IPCA+5,5% 0.13% 0.69% 0.68% 0.59% 0.87% 0.71% 0.87% 4.62%
+/-IPCA+5,5% 0.64% 1.09% 0.07% 0.08% -0.01% -0.49% -0.42% 0.99%

Patrimônio
Líquido

março 2020

R$ 405.896.895

MÉDIO (desde o início)

R$ 292.326.422

Atribuição de Performance

Rentabilidade acima do CDI por estratégia.

Objetivo do Fundo

Superar o IPCA
em linha com uma
volatilidade média
em torno de
4,0% a.a
ao longo do ciclo
de investimento

Patrimônio
Líquido

março 2020

R$ 405.896.895

MÉDIO (desde o início)

R$ 292.326.422

É bom para

Investidores com perfil moderado de risco que buscam diminuir o risco relacionado à inflação no Brasil.

Contém

Investimentos em diferentes mercados: juros, inflação, arbitragem e moedas.

Estilo de Atuação

Gestão dinâmica com abordagens macro e micro econômicas.

Atuação

Investimento com atuação local.

Início do
Fundo

12/06/2017

Taxas:

1,00% a.a. (administração) 20% do que exceder IPCA + 5,5%(performance)

Processos

Bem definidos, com clara atribuição de responsabilidades.

Filosofia
de risco

Maiores retornos controlando riscos extremos.

Como funciona

Processos diligentes e retroaprendizagem constante.

1. Especialistas

Especialistas em cada mercado sugerem ao comitê operações com potencial de retorno assimétrico;

2. Comitê

Análise e questionamento entre especialistas e o comitê para a definição da alocação: disciplina, assertividade e atribuição de responsabilidades na escolha dos melhores ativos.

3. Portifólio

Definição da carteira de investimentos.

4. Execução

Execução baseada em preços e critérios técnicos.

5. Retro-Aprendizagem

Revisão do cenário;
Atribuição de performance.

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

Marco Aurelio Freire

Sócio e gestor dos fundos líquidos

Denis Ferrari

Renda Fixa Local

Guilherme Paris

Volatilidade

Leandro Teixeira

Arbitragem de Juros

Luiz Felipe Mescolin

Dólar/Cupom
Palavra do Gestor
março 2020

O resultado foi negativo em juros direcionais. Durante o mês, concentramos nossas posições em juros curtos e intermediários. A redução da atividade econômica em consequência da pandemia do Coronavírus e a queda das commodities devem mais do que compensar o impacto do câmbio na inflação. Com isso, os juros básicos devem permanecer baixos por um longo período no Brasil (podendo, inclusive, cair mais). A expansão fiscal não deve impedir esse cenário benigno para os juros, desde que fique circunscrita ao curto prazo.

O resultado foi negativo devido as posições em dólar australiano, Euro e peso mexicano. Essas posições foram zeradas logo no início do mês devido ao impacto no dólar da forte demanda por liquidez por parte das empresas. Ao longo do tempo, países que conseguirem operar melhor a logística necessária para retomar a atividade econômica sem sobrecarregar o sistema de saúde deverão ser beneficiados em suas moedas, bolsas e inclinações de juros. Nesse sentido, alocações em moedas asiáticas poderão ser interessantes. No cupom cambial, montamos proteções compradas como proteção ao portfólio.

A estratégia de juros relativo teve desempenho negativo. Durante o mês, concentramos nossas posições em juros curtos e intermediários. A redução da atividade econômica em consequência da pandemia do Coronavírus e a queda das commodities devem mais do que compensar o impacto do câmbio na inflação. Com isso, os juros básicos devem permanecer baixos por um longo período no Brasil (podendo, inclusive, cair mais). A expansão fiscal não deve impedir esse cenário benigno para os juros, desde que fique circunscrita ao curto prazo.

Em relação as posições de caixa, o resultado foi negativo. Apesar da baixa inflação corrente e projetada para o período (+0,25% para o mês de fevereiro e projeção de +0,11% para o mês de março), o fundo teve resultados negativos com a abertura de quase 150bps na taxa de juro real de 1 ano para 2,40%aa. Atualmente o fundo possui posição em NTNBs ago/2020 e mai/2021, mantendo o prazo da carteira próximo de 1 ano e exposição de 100% em inflação.

Por fim, a posição de inflação teve resultado positivo. Ocorreu uma forte queda na inflação implícita para o ano de 2020. Essas projeções saíram de 3,05% no final de fevereiro para um patamar inferior a 1,50% atualmente. Nossos ganhos na posição vendida para o ano de 2020 mais do que compensaram o resultado negativo nas posições compradas para prazos mais longos. Zeramos nossas posições de inflação ao longo do mês de março.

Rentabilidade

2020 FUNDO IPCA+5,5% +/-IPCA + 5,5%
JAN. 0.26% 0.73% -0.47%
FEV. 0.74% 0.62% 0.12%
MAR. -1.43% 0.58% -2.02%
ABR.
MAI.
JUN.
JUL.
AGO.
SET.
OUT.
NOV.
DEZ.
2019 FUNDO IPCA+5,5% +/-IPCA + 5,5%
JAN. 1.49% 0.79% 0.70%
FEV. 0.55% 0.86% -0.31%
MAR. 0.48% 1.16% -0.68%
ABR. 0.97% 1.02% -0.05%
MAI. 0.76% 0.60% 0.16%
JUN. 1.17% 0.41% 0.75%
JUL. 0.84% 0.68% 0.16%
AGO. 0.10% 0.58% -0.48%
SET. 1.07% 0.41% 0.67%
OUT. 1.03% 0.59% 0.44%
NOV. 0.20% 0.94% -0.74%
DEZ. 1.14% 1.60% -0.47%
2018 FUNDO IPCA+5,5% +/-IPCA + 5,5%
JAN. 1.19% 0.76% 0.43%
FEV. 0.86% 0.70% 0.16%
MAR. 1.15% 0.54% 0.61%
ABR. 0.92% 0.67% 0.25%
MAI. -0.31% 0.85% -1.16%
JUN. 1.05% 1.71% -0.66%
JUL. 1.09% 0.80% 0.29%
AGO. 0.16% 0.40% -0.24%
SET. 1.04% 0.89% 0.15%
OUT. 1.85% 0.92% 0.93%
NOV. -0.36% 0.21% -0.58%
DEZ. 0.78% 0.58% 0.20%
2018 FUNDO IPCA+5,5% +/-IPCA + 5,5%
JAN. 1.19% 0.76% 0.43%
FEV. 0.86% 0.70% 0.16%
MAR. 1.15% 0.54% 0.61%
ABR. 0.92% 0.67% 0.25%
MAI. -0.31% 0.85% -1.16%
JUN. 1.05% 1.71% -0.66%
JUL. 1.09% 0.80% 0.29%
AGO. 0.16% 0.40% -0.24%
SET. 1.04% 0.89% 0.15%
OUT. 1.85% 0.92% 0.93%
NOV. -0.36% 0.21% -0.58%
DEZ. 0.78% 0.58% 0.20%
2017 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN.
FEV.
MAR.
ABR.
MAI.
JUN. 0.77% 0.13% 0.64%
JUL. 1.78% 0.69% 1.09%
AGO. 0.75% 0.68% 0.07%
SET. 0.66% 0.59% 0.08%
OUT. 0.86% 0.87% -0.01%
NOV. 0.22% 0.71% -0.49%
DEZ. 0.45% 0.87% -0.42%
2016 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN. . . .
FEV. . . .
MAR. . . .
ABR. . . .
MAI. . . .
JUN. . . .
JUL. . . .
AGO. . . .
SET. . . .
OUT. . . .
NOV. . . .
DEZ. . . .
2015 FUNDO CDI % sobre CDI
JAN. . . .
FEV. . . .
MAR. . . .
ABR. . . .
MAI. . . .
JUN. . . .
JUL. . . .
AGO. . . .
SET. . . .
OUT. . . .
NOV. . . .
DEZ. . . .

Patrimônio Líquido

março 2020

R$ 405.896.895

MÉDIO (12 meses)

R$ 292.326.422

Atribuição de Performance

Rentabilidade acima do CDI por estratégia.

Objetivo do Fundo

Superar o IPCA
em linha com uma
volatilidade média
em torno de
4,0% a.a
ao longo do ciclo
de investimento

É bom para

Investidores com perfil moderado de risco que buscam diminuir o risco relacionado à meta atuarial.

Contém

Investimentos em diferentes mercados: juros, inflação, arbitragem e juros.

Estilo de Atuação

Gestão dinâmica com abordagens macro e micro econômicas.

Atuação

Investimento com atuação local.

Início do Fundo

12/06/2017

Taxa de administração

1,00% a.a. (administração) 20% do que exceder IPCA + 5,5%(performance)

Processos

Bem definidos, com clara atribuição de responsabilidades.

Filosofia de risco

Maiores retornos controlando riscos externos.

Como funciona

Processos diligentes e retroaprendizagem constante.

1. Especialistas

Especialistas em cada mercado sugerem ao comitê operações com potencial de retorno assimétrico;

2. Comitê

Análise e questionamento entre especialistas e o comitê para a definição da alocação: disciplina, assertividade e atribuição de responsabilidades na escolha dos melhores ativos.

3. Portifólio

Definição da carteira de investimentos.

4. Execução

Execução baseada em preços e critérios técnicos.

5. Retro-Aprendizagem

Revisão do cenário;
Atribuição de performance.

Equipe

Especializada e multidisciplinar, sócia do cliente do fundo.

  • Daniela Gamboa

    Crédito Privado

  • Denis Ferrari

    Renda Fixa Local

  • Fábio Longuini

    Latam

  • Guilherme Paris

    Volatilidade

  • Leandro Teixeira

    Arbitragem de Juros

  • Marco Aurelio Freire

    Sócio e gestor dos fundos líquidos