3ª EMISSÃO DE COTAS DO KFOF11 Oportunidade de investimento. Saiba mais

Início do Fundo

Taxa de Administração

1,00% a.a.

Taxa de Performance

Não há.

Cota patrimonial

0,00
(Data Ref. 21/10/20)

Patrimônio líquido

0,00
(Data Ref. 21/10/20)

Linha Detalhe Abas
Dots Abas

Palavra do Gestor

Data ref.

Para ver as informações completas, acesse a sem documento.

Características do KNRS11

Para mais informações confira a sem documento.

Objetivo do Fundo

O portfólio é dedicado ao investimento em Ativos de renda fixa de natureza Imobiliária com risco moderado, especialmente em: (i) Certificados de Recebíveis Imobiliários (“CRI”) com remuneração atrelada a taxas de juros reais de prazo longo e (ii) cotas de fundos imobiliáiros (“FII”).

Diferencial do Fundo

Capacidade de originar operações exclusivas e customizadas, adicionando mais valor aos ativos.

É bom para

Para quem deseja investir em uma carteira diversificada de operações de crédito privado, especificamente atreladas às taxas de juros reais de longo prazo.

Aplicação Inicial

Valor referente a uma cota, de acordo com o preço que está sendo negociado na Bolsa.

Monitoramento

Acompanhamento ativo para garantir que a carteira de crédito permaneça saudável e a rentabilidade aderente ao benchmark.

Rendimentos mensais

Pagos mensalmente, no 9º dia útil.

Acesso

Permitir o investimento em CRI atrelados a juros reais longos com o apoio de uma equipe de gestão profissional.

Como funciona

Com processos diligentes que apoiam a criteriosa seleção dos ativos:

1. Prospecção e identificação de oportunidades de investimento

Prospecção junto a originadores e participantes do mercado com o objetivo de encontrar operações adequadas ao perfil do Fundo.
 

2. Análise e avaliação de investimento

Através de um comitê interno, o gestor e sua equipe analisam:
– Análise quantitativa de informações financeiras;
– Análise qualitativa (setor, mercado, qualidade da gestão da empresa, governança, etc);
– Desenvolvimento de projeções financeiras;
– Visitas aos ativos;
– Atribuição de rating.
 

3. Aquisição

Uma vez que a relação entre risco e retorno do investimento atenda as exigências, o gestor conclui o processo e o novo CRI passa a integrar a carteira do fundo
 

3. Comitê de Crédito

A apresentação do caso é feita pelo analista responsável perante o Comitê.
 

4. Estruturação da operação e negociação

– Negociação dos termos com os emissores;
– Confecção e negociação de minutas;
– Análise e diligência jurídica dos documentos da operação e das garantias;
– Preenchimento do checklist de investimento, sugerido pela CVM.
 

3. Aquisição de Investimento

– Formalização da aprovação em comitê;
– Efetivação e acompanhamento da integralização dos CRI, junto à equipe de Middle da Kinea.
 

5. Controle

O monitoramento de todos os investimentos do fundo é realizado de forma ativa, com o objetivo de manter os riscos sob monitoramento contínuo.
Se necessário, o gestor e sua equipe adotarão as medidas de intervenção adequadas.

Equipe

Equipe multidisciplinar, sócia do cliente no fundo.

Foto Flavio Cagno, CFA, CAIA

Flavio Cagno, CFA, CAIA

Sócio e Gestor dos fundos imobiliários de CRI

Flávio integra a área de gestão de fundos da Kinea desde 2012. Antes da Kinea, trabalhou na RB Capital nas áreas de estruturação e de investimentos imobiliários, sendo responsável pela coordenação dos times de estruturação e servicing. Anteriormente, atuou na Vision Brazil Investments na área de crédito estruturado. Antes disso, trabalhou na Capitânia Asset & Risk Management e iniciou sua carreira no Escritório de Advocacia Pinheiro Neto Advogados.
Flávio é administrador de empresas formado pela Fundação Getulio Vargas (EASP-FGV), advogado formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e possui mestrado em real estate do Schack Institute of Real Estate da New York University.

Foto Daniel Juc

Daniel Juc

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

Daniel integra a área de gestão de fundos de investimento da Kinea e iniciou sua carreira como estagiário na empresa em maio de 2016.
Daniel é formado em engenharia mecatrônica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP), participando de programa de graduação sanduíche por um ano na University of Sydney, Austrália.

Foto Guilherme Coutinho

Guilherme Coutinho

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

Guilherme integra a área de gestão de fundos de investimento da Kinea e está na empresa desde abril de 2013. Antes da Kinea, atuou no Banco Itaú BBA durante seis anos como analista de crédito sênior, ingressando na instituição através do programa de trainee do Unibanco. Também passou pela consultoria Falconi (INDG). Guilherme é economista formado pela Universidade Federal de Alagoas.

Foto Ivan Simão

Ivan Simão

Relações com Investidores

Ivan juntou-se à Kinea em agosto de 2014. Anteriormente, atuou na área de estruturação de produtos de investimentos no Banco Itaú Unibanco. Atuou também no Banco Indusval Multistock na área de gestão de fundos proprietários e na mesa de derivativos da corretora associada a instituição.
Ivan é graduado em administração de empresas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Foto Pedro Bruder

Pedro Bruder

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

Pedro integra a área de gestão de fundos da Kinea desde Setembro de 2016. Antes da Kinea, trabalhou por 5 anos no Bank of America Merrill Lynch nas áreas de risco e de crédito, sendo responsável pela análise e estruturação de operações no mercado local. Anteriormente, atuou no Banco HSBC e no Standard Bank, como analista de crédito sênior.
Pedro é administrador de empresas, formado pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP).

Documentos recentes do KNRS11

Nome do DocumentoData da Atualização

Para documentos antigos acesse nossa seção de documentos.

Detalhe Fundo dot
Detalhe Fundo dots Grupo
Detalhe Fundo Linhas

Cadastre-se em nossa newsletter

E fique por dentro do mercado de fundos