Faça parte do nosso grupo do Telegram e receba novidades. Entrar no grupo

Dots Post
Vídeos

Veja como foi a performance dos fundos multimercados da Kinea em Maio.

15 JUN 2021

Para manter a transparência e o comprometimento de uma gestão dedicada, a Kinea realiza, todos os meses, uma videoconferência aberta a clientes e distribuidores dos principais fundos multimercados da Kinea. Nesta “call mensal”, é apresentado como foi a performance dos fundos no último mês, além de uma visão analítica da situação atual e previsão futura do cenário econômico nacional e global.

O tema dessa videoconferência trouxe muitas informações e insights que, inclusive, viraram tema de um podcast da Kinea, já disponível nas principais plataformas como Spotify e Deezer. E se você não assistiu à essa videoconferência, ou ouviu o podcast, fizemos o resumo abaixo, do conteúdo que foi abordado nessas plataformas.

Assim como nesta apresentação, a citação de Winston Churchill, “O fim do começo”, virou o tema do segundo episódio do podcast Kinea. Nele, Ruy Alves, gestor de macro global da Kinea, explica que estamos no fim do começo desse ciclo econômico global e o porquê, tanto a apresentação, quanto o podcast, levaram esse nome (veja aqui).

Neste trimestre, vamos ver o pico da aceleração da economia norte-americana e, também, de outras potências, como a China. O que indica que estamos, ainda, com uma economia saudável, porém que o seu melhor está atrás de nós e não à nossa frente (veja aqui).

Como dito, à frente temos um cenário saudável, mas menos intenso, o que, para os nossos fundos, quer dizer revisar nosso posicionamento (veja aqui).

Pensando no fundo multimercados, temos quatro principais ativos em que trabalhamos:

– Ações: O S&P500 indica uma aceleração menor para os próximos trimestres, deve haver uma contração no índice preço/lucro. Por isso, adotamos uma postura BETA neutra e NET um pouco vendido em ações globais, uma redução líquida no mercado acionário estrangeiro (veja aqui).

– Juros: É a principal posição do nosso fundo em percentual de risco, e entendemos que os juros devem se normalizar para o patamar pré-crise, uma vez que a economia global continua se normalizando em termos de crescimento e empregos, mas, por hora, estamos tomados principalmente em posições nos Estados Unidos.

Percepção do gestor:
O FED segue segurando os juros nominais e a reversão da conta do tesouro também segura esses juros, mesmo que artificialmente, por isso, o mercado continua subindo a inflação implícita dos EUA. Nos mercados emergentes o movimento de normalização e retirada dos bancos centrais, surpreendentemente, já começou (veja aqui).

– Moedas: Nossa percepção é de que o dólar deve continuar a se depreciar em virtude dos déficits gêmeos, juros reais negativos, e crescimento de base monetária nos Estados Unidos. Nossa principal posição é vendido no dólar e comprado no real (veja aqui).

– Commodities: Estamos nos movendo para um ponto de crescente demanda e dificuldade de oferta em diversas commodities. Esse também é o tema da nossa carta do mês de maio – leia o Kinea Insights aqui.
Nossa principal posição ainda é em petróleo, além de um basket de commodities como metais – alumínio, urânio, cobre, entre outros (veja aqui).

Importante: Biden, em esforços muito válidos para estimular uma economia mais sustentável, vem desestimulando o investimento no petróleo, com esse movimento o controle deve voltar para Opep, que deve fazer aumentar o valor do petróleo. Esse é o tema do Insight de junho, leia aqui para entender melhor esse movimento do mercado.

Falando um pouco de Brasil: No começo do ano a situação era muito difícil, com o fim do auxílio emergencial e uma nova onda de Covid-19, a situação econômica-política era crítica. Entretanto, esse cenário está sendo revertido, com o andamento da vacinação e com o novo auxílio emergencial, a situação econômica começa a dar sinais de recuperação, o PIB foi revisto pra cima e isso também começa a refletir nos ativos de risco (veja aqui).

Nossa carteira de ações no Brasil hoje tem: empresas de commodities; empresas de reabertura, como shoppings e consumo, e empresas de crescimento estrutural (veja aqui).

Em resumo, continuamos acreditando em uma continuidade saudável do ciclo econômico no exterior e também no Brasil. Entretanto, estamos ajustando o portfólio para o fato de estarmos passando do ponto de máxima aceleração das principais economias globais (veja aqui).

Acima, portanto, foi o resumo dessa reunião virtual, a qual chamamos de “call mensal”, e se você quiser ouvir essa análise em nosso podcast, não deixe de acessar o episódio “O Fim do Começo”, ao clicar aqui.

Se você gostou desse conteúdo não deixe de se inscrever no nosso canal do YouTube, e no de Podcast.

Acesse também nosso grupo no Telegram, onde a Kinea disponibiliza conteúdos exclusivos, como análises dos economistas da casa. Acesse ao grupo, clicando aqui.

Receba insights da Kinea exclusivos diretamente no seu e-mail.
Assine nossa
newsletter.

Ao assinar a newsletter, você aceita receber comunicados da Kinea e concorda com nossa Política de Privacidade.

Saiba onde investir nos fundos Kinea

Entre em contato e saiba como adquirir um de nossos fundos.

Detalhe Fundo dot
Detalhe Fundo Linhas

Cadastre-se em nossa newsletter

E fique por dentro do mercado de fundos

Este material foi elaborado pela Kinea (Kinea Investimentos Ltda e Kinea Private Equity Investimentos S.A.), empresa do Grupo Itaú Unibanco. A Kinea não comercializa e nem distribui cotas de fundos de investimentos. Leia o regulamento e demais documentos legais do fundo antes de investir. Os fundos são supervisionados e fiscalizados pela Comissão de Valores Mobiliários – CVM. Os fundos de condomínio aberto e não destinados a investidores qualificados possuem lâminas de informações essenciais. A descrição do tipo ANBIMA consta no formulário de informações complementares. Estes documentos podem ser consultados no site da CVM http://www.cvm.gov.br/ ou no site dos respectivos Administradores dos fundos. Não há garantia de tratamento tributário de longo prazo para os fundos que informam buscar este tratamento no regulamento. Os fundos da Kinea não são registrados nos Estados Unidos da América sob o Investment Company Act de 1940 ou sob o Securities Act de 1933. Não podem ser oferecidos ou vendidos nos Estados Unidos da América ou em qualquer um de seus territórios, possessões ou áreas sujeitas a sua jurisdição, ou a pessoas que sejam consideradas como U.S. Persons para fins da regulamentação de mercado de capitais norte-americana. Os Fundos de Investimento da Kinea podem apresentar um alto grau de volatilidade e risco. Alguns fundos informam no regulamento que utilizam estratégias com derivativos como parte de sua política de investimento, que da forma que são adotadas, podem resultar em perdas de patrimônio financeiro para seus cotistas superiores ao capital aplicado, obrigando o cotista a aportar recursos adicionais para cobertura do fundo. É recomendada uma avaliação de performance de fundos de investimento em análise de no mínimo 12 meses. A rentabilidade passada não garante a rentabilidade futura e fundos de investimento não são garantidos pela Instituição Administradora, ou por qualquer mecanismo de seguro, ou ainda pelo Fundo Garantidor de Créditos – FGC. Os Fundos de Investimento em Participações seguem a ICVM 578, portanto são condomínios fechados em que as cotas somente são resgatadas ao término do prazo de duração do fundo. Esta modalidade concentra a carteira em poucos ativos de baixa liquidez, o que pode resultar em perdas de patrimônio financeiro para seus cotistas que podem superar o capital aplicado, acarretando na obrigatoriedade do cotista aportar recursos adicionais para cobertura do fundo no caso de resultado negativo. Os Fundos de Investimento Imobiliário seguem a ICVM472, portanto são condomínios fechados em que as cotas não são resgatáveis onde os cotistas podem ter dificuldade em alienar suas cotas no mercado secundário. Os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios seguem a ICVM356, portanto são condomínios abertos ou fechados, sendo que: (i) quando condomínios abertos, o resgate das cotas está condicionado à disponibilidade de caixa do fundo; e (ii) quando condomínios fechados, em que as cotas não são resgatáveis, os cotistas podem ter dificuldade em alienar suas cotas no mercado secundário. As opiniões, estimativas e projeções refletem o atual julgamento do responsável pelo seu conteúdo na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. As projeções utilizam dados históricos e suposições, de forma que devem ser realizadas as seguintes advertências: (1) Não estão livres de erros; (2) Não é possível garantir que os cenários obtidos venham efetivamente a ocorrer; (3) Não configuram, em nenhuma hipótese, promessa ou garantia de retorno esperado nem de exposição máxima de perda; e (4) Não devem ser utilizadas para embasar nenhum procedimento administrativo perante órgãos fiscalizadores ou reguladores. Este conteúdo é informativo e não constitui nem deve ser interpretado como oferta ou solicitação de compra ou venda de valores mobiliários, instrumento financeiro ou de participação em qualquer estratégia de negócios específica, qualquer que seja a jurisdição. Algumas das informações aqui contidas foram obtidas com base em dados de mercado e de fontes públicas consideradas confiáveis. O Grupo Itaú Unibanco e a Kinea não declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações e se eximem de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização desse material e de seu conteúdo. Esse material não pode ser reproduzido ou redistribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito da Kinea. Quaisquer outras informações ou esclarecimentos sobre o Fundo poderão ser obtidos com o Administrador e o Gestor, através do e-mail: relacionamento@kinea.com.br