Instagram | Kinea Investimentos Siga nossa página no Instagram e receba novidades. Siga nosso perfil Siga nosso perfil

Close
Reflexões

Tesla como fenômeno social

25 NOV 2021

Imagem Tesla como fenômeno social

Receba insights da Kinea exclusivos diretamente no seu e-mail.
Assine nossa
newsletter.

Ao assinar a newsletter, você aceita receber comunicados da Kinea e concorda com nossa Política de Privacidade.

Dots Post

Por que a Tesla, que produz menos de 1 milhão de carros por ano, tem um valor na Bolsa maior do que a somatória de Toyota, Volkswagen, BMW, Mercedes, Ford e GM, que produzem cerca de 25 milhões de veículos? Por que Rivian e Lucid, duas empresas novatas em bolsa no setor de veículos elétricos, têm um valor de mercado maior do que GM e Ford juntas? Rivian e Lucid terão conjuntamente uma receita de USD 200 milhões em 2021 contra uma receita 1250x maior (USD 250 Bilhões) de GM e Ford!

Uma possível resposta para a pergunta poderia vir das perspectivas das novas empresas (Tesla, Rivian, Lucid) em relação às incumbentes (Toyota, BMW, Mercedes, etc.). Por exemplo, para a Tesla o mercado endereçável poderia ser não apenas o de carros de passeio, mas também o de baterias, veículos pesados e, ainda mais importante, os serviços relacionados a veículos autônomos. Na perspectiva de alguns, a Tesla poderia desenvolver sua tecnologia, que hoje está no nível de direção assistida, para um sistema totalmente autônomo, no qual seria possível dominar o transporte de passageiros via uma rede de taxis-robô.

continua após a newsletter

Receba insights da Kinea exclusivos diretamente no seu e-mail.
Assine nossa newsletter.

Ao assinar a newsletter, você aceita receber comunicados da Kinea e concorda com nossa Política de Privacidade.

Mas existe também uma outra possível resposta para os atuais preços de empresas como Tesla. Pode estar ocorrendo excesso de otimismo motivado por liquidez abundante (USD 4 Trilhões injetados pelos Bancos Centrais) e amplificado pelas redes sociais. A simbiose entre um fundador carismático, que geralmente tem ideais mais nobres do que apenas a geração de lucro, e a adoração pelos produtos da companhia cria um ambiente de devoção. O investidor se sente bem ao comprar as ações de uma empresa que é dirigida por uma pessoa com a qual ele se identifica e que vende produtos de que gosta.

Analisemos a percepção que os investidores têm de Elon Musk, fundador da Tesla. Musk é hoje um dos maiores influenciadores do mundo com 60 milhões de seguidores no Twitter. É difícil imaginar, por exemplo, que uma criptomoeda como Dogecoin, criada como uma piada, tivesse seu valor de mercado multiplicado por 50x em 2021 para USD 32 Bilhões, não fosse pela defesa de seu padrinho mais famoso. Dessa forma, a ação da Tesla faz parte de um fenômeno social e cultural maior.

A importância das redes sociais e dos investidores de varejo não pode ser subestimada. De acordo com o Goldman Sachs, investidores individuais aportaram USD 1 trilhão para comprar ações nas últimas 52 semanas! Como vimos nos casos de GameStop e AMC, muitas vezes a ideia é fomentar a compra de ações independentemente do valor do negócio e retroalimentar essa alta através da necessidade de cobrir perdas por investidores que estão vendidos nos papéis.  A GameStop, cujas ações sobem mais de 1000% no ano, após a empresa ter se transformado na mais famosa meme stock, hoje é avaliada em USD 16 bilhões, apesar de seu negócio, venda de consoles e games em varejo físico, não parecer nada promissor: desde 2015 as receitas da companhia caem cerca de 10% a.a. e o seu lucro líquido de USD 390 milhões se transformou em um prejuízo.

Importante mencionar que preços elevados aumentam substancialmente o risco do investimento. Um exemplo recente são as ações da empresa Peloton, que virou uma queridinha durante a pandemia. A empresa desenvolveu uma bicicleta ergométrica e uma esteira com tela embutida na qual era possível fazer aulas do conforto de casa. Amealhou 2,5 milhões de usuários e virou uma febre. Prometeu expansão internacional e rentabilidade. A empresa chegou a ser avaliada em quase USD 50 bilhões. Com a reabertura da economia e com menos vento de cauda, recentemente a empresa teve que rebaixar as previsões e levantar USD 1 bilhão para manter o sonho de crescimento. Suas ações caíram 35% no dia e acumulam queda de quase 70% desde o pico.

Saiba onde investir nos fundos Kinea

Entre em contato e saiba como adquirir um de nossos fundos.

Receba insights exclusivos

Cadastre-se em nossa newsletter

E fique por dentro do mercado de fundos

Ao se cadastrar você concordar com nossa Política de Privacidade.

Este material foi elaborado pela Kinea (Kinea Investimentos Ltda e Kinea Private Equity Investimentos S.A.), empresa do Grupo Itaú Unibanco. A Kinea não comercializa e nem distribui cotas de fundos de investimentos. Leia o regulamento e demais documentos legais do fundo antes de investir. Os fundos são supervisionados e fiscalizados pela Comissão de Valores Mobiliários – CVM. Os fundos de condomínio aberto e não destinados a investidores qualificados possuem lâminas de informações essenciais. A descrição do tipo ANBIMA consta no formulário de informações complementares. Estes documentos podem ser consultados no site da CVM http://www.cvm.gov.br/ ou no site dos respectivos Administradores dos fundos. Não há garantia de tratamento tributário de longo prazo para os fundos que informam buscar este tratamento no regulamento. Os fundos da Kinea não são registrados nos Estados Unidos da América sob o Investment Company Act de 1940 ou sob o Securities Act de 1933. Não podem ser oferecidos ou vendidos nos Estados Unidos da América ou em qualquer um de seus territórios, possessões ou áreas sujeitas a sua jurisdição, ou a pessoas que sejam consideradas como U.S. Persons para fins da regulamentação de mercado de capitais norte-americana. Os Fundos de Investimento da Kinea podem apresentar um alto grau de volatilidade e risco. Alguns fundos informam no regulamento que utilizam estratégias com derivativos como parte de sua política de investimento, que da forma que são adotadas, podem resultar em perdas de patrimônio financeiro para seus cotistas superiores ao capital aplicado, obrigando o cotista a aportar recursos adicionais para cobertura do fundo. É recomendada uma avaliação de performance de fundos de investimento em análise de no mínimo 12 meses. A rentabilidade passada não garante a rentabilidade futura e fundos de investimento não são garantidos pela Instituição Administradora, ou por qualquer mecanismo de seguro, ou ainda pelo Fundo Garantidor de Créditos – FGC. Os Fundos de Investimento em Participações seguem a ICVM 578, portanto são condomínios fechados em que as cotas somente são resgatadas ao término do prazo de duração do fundo. Esta modalidade concentra a carteira em poucos ativos de baixa liquidez, o que pode resultar em perdas de patrimônio financeiro para seus cotistas que podem superar o capital aplicado, acarretando na obrigatoriedade do cotista aportar recursos adicionais para cobertura do fundo no caso de resultado negativo. Os Fundos de Investimento Imobiliário seguem a ICVM472, portanto são condomínios fechados em que as cotas não são resgatáveis onde os cotistas podem ter dificuldade em alienar suas cotas no mercado secundário. Os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios seguem a ICVM356, portanto são condomínios abertos ou fechados, sendo que: (i) quando condomínios abertos, o resgate das cotas está condicionado à disponibilidade de caixa do fundo; e (ii) quando condomínios fechados, em que as cotas não são resgatáveis, os cotistas podem ter dificuldade em alienar suas cotas no mercado secundário. As opiniões, estimativas e projeções refletem o atual julgamento do responsável pelo seu conteúdo na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. As projeções utilizam dados históricos e suposições, de forma que devem ser realizadas as seguintes advertências: (1) Não estão livres de erros; (2) Não é possível garantir que os cenários obtidos venham efetivamente a ocorrer; (3) Não configuram, em nenhuma hipótese, promessa ou garantia de retorno esperado nem de exposição máxima de perda; e (4) Não devem ser utilizadas para embasar nenhum procedimento administrativo perante órgãos fiscalizadores ou reguladores. Este conteúdo é informativo e não constitui nem deve ser interpretado como oferta ou solicitação de compra ou venda de valores mobiliários, instrumento financeiro ou de participação em qualquer estratégia de negócios específica, qualquer que seja a jurisdição. Algumas das informações aqui contidas foram obtidas com base em dados de mercado e de fontes públicas consideradas confiáveis. O Grupo Itaú Unibanco e a Kinea não declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações e se eximem de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização desse material e de seu conteúdo. Esse material não pode ser reproduzido ou redistribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito da Kinea. Quaisquer outras informações ou esclarecimentos sobre o Fundo poderão ser obtidos com o Administrador e o Gestor, através do e-mail: relacionamento@kinea.com.br