Instagram | Kinea Investimentos Siga nossa página no Instagram e receba novidades. Siga nosso perfil Siga nosso perfil

Close
Kinea Explica

Qual a importância de se ter um plano de previdência privada na carteira?

22 DEZ 2021

Imagem Qual a importância de se ter um plano de previdência privada na carteira?

Receba insights da Kinea exclusivos diretamente no seu e-mail.
Assine nossa
newsletter.

Ao assinar a newsletter, você aceita receber comunicados da Kinea e concorda com nossa Política de Privacidade.

Dots Post

Quando falamos em previdência é comum as pessoas lembrarem apenas da aposentadoria, previdência social, e que esse assunto só é importante para quem já está próximo dos 50 anos ou mais. Mas isso é um grande erro e vamos te mostrar porque neste artigo.

Apesar da previdência social, promovida pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ser o modelo mais conhecido pelos brasileiros, ela não é a única opção para quem deseja se programar para o futuro. E, neste momento de mudanças, com a reforma da previdência social em curso, é ainda mais importante estar preparado, buscando alternativas que complementem os rendimentos, mantendo um bom padrão de vida mesmo após o fim do recebimento de verbas salariais, ou até mesmo para programar o futuro dos filhos.

Uma boa opção para resolver esse problema são os planos de previdência privada, mas para escolher, você precisa de mais informações.

O que é um fundo de previdência privada?

Diferente dos outros fundos de investimento, o caminho para se investir em um fundo de previdência é por meio de um plano de previdência, que pode ser contratado por meio de uma sociedade seguradora, ou seja, o único cotista do fundo é esta sociedade seguradora.

Ela pode alocar os recursos captados por meio dos planos de previdência privada, em um fundo de investimento especialmente constituído (FIE), ou seja, os ativos do fundo pertencem à seguradora, sendo o investidor nesse tipo de plano um contratante da seguradora.

O fundo de previdência é um fundo de investimento de longo prazo, focado na geração de renda para a aposentadoria futura dos investidores dos planos. Dependendo da política de investimentos de cada fundo, o investidor deve fazer contribuições ao seu plano de previdência, que podem ser de forma única, ou periódica, ao longo do tempo, sendo esta última o modelo mais comum no mercado.

Os fundos de previdência possuem um gestor de carteiras que escolherá em quais ativos investir e quando irá comprar e vender. Os resultados dessas operações é que renderão os ganhos ou perdas para o investidor – exatamente como em um fundo de investimentos comum.

E como funcionam os planos de previdência?

Um plano de previdência é dividido em duas etapas: a de acumulação e a de usufruto.

O período em que o investidor está guardando recursos no plano de previdência é chamado de acumulação; neste período, o seu dinheiro renderá a partir da estratégia do fundo, que alocará seu patrimônio em diferentes títulos e produtos de modo a otimizar os seus rendimentos.

Seguida pela segunda etapa, o período de usufruto, que é a fase em que o dinheiro será recebido de volta na forma de um benefício, podendo ser, finalmente, utilizado.

Nesta segunda etapa, dependendo da política do plano, você pode ter três opções para usufruir do seu dinheiro:

  • Fazer um saque único
  • Receber parcelas mensais
  • Receber parcelas periódicas

Esses planos de previdência são criados e operados pelas sociedades seguradoras ou pelas entidades abertas de previdência complementar (EAPC) e vendidos e administrados por instituições privadas, como corretoras de investimentos, seguradoras e bancos.

Lembrando que esse é um investimento de longo prazo, ou seja, o prazo médio de acumulação recomendado costuma ser de 6 anos até 10 anos ou mais.

Tipos de previdência privada

Existem duas modalidades de planos de previdência: PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livres) ou VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livres). E qual a diferença entre estas duas modalidades? Basicamente, o que influencia na escolha de um ou outro é a maneira como o investidor faz sua declaração de Imposto de Renda.

O VGBL é indicado para quem faz declaração na modalidade simplificada. O seu investimento vai ficar rendendo ao longo do tempo no plano, e, ao final, quando você for retirar o valor, será calculado o Imposto de Renda apenas em cima do que rendeu.

Já o PGBL é indicado para quem faz a declaração completa. Quem opta por esta modalidade, pode usar o valor anual para reduzir a base de cálculo do imposto de renda. Por outro lado, quando for acessar o dinheiro que foi investido, o imposto vai incidir sobre o total acumulado e não apenas sobre os rendimentos.

E a tributação: progressiva ou regressiva?

Independente do plano escolhido, a tributação segue dois modelos: progressiva ou regressiva. Ao escolher a estratégia mais adequada ao seu perfil você terá um resultado melhor no futuro.

A tributação progressiva segue as mesmas regras aplicadas aos salários, com alíquotas variando de zero a 27,5% de acordo com a renda bruta anual do investidor na aposentadoria, a alíquota de tributação do Imposto de Renda aumenta conforme os seus ganhos mensais aumentam. Ou seja, quanto mais se ganha, mais se paga.

A tabela de alíquotas progressiva mensal é a seguinte:

tabela progressiva

Já a regressiva é interessante para quem pensa em manter os investimentos por, no mínimo, 10 anos, pois a alíquota chega a 10% neste tempo, ou seja, é vantajosa para quem pensa em longo prazo.

Tabela regressiva

E como escolher o melhor plano para você?

Agora que você já aprendeu sobre planos de previdência e o que é um fundo de previdência é hora de descobrir como escolher o mais adequado para você. Os fundos de previdência possuem carteiras e estratégias distintas entre si, para atender cada perfil de investidor. Então, você deve ficar atento a alguns pontos:

  • Rentabilidade
  • Perfil de Risco
  • Taxas de Administração
  • Composição da Carteira

A rentabilidade do fundo já é informada com a taxa de administração descontada. Já o perfil de risco varia de acordo com os tipos de ativos que compõem a carteira. Planos que podem ter mais rentabilidade a longo prazo estão mais suscetíveis a oscilações.

E quais são os Fundos de Previdência da Kinea?

A Kinea tem diferentes opções de fundos de Previdência Privada que atendem aos mais diversos perfis de riscos dos investidores. Desde os que investem em renda fixa e, portanto, com perfil de risco mais conservador, até os fundos de previdência que se expõem a diferentes mercados e estratégias como os multimercados, que possuem risco um pouco mais elevado. Conheça nossas opções de planos e escolha o mais adequado ao seu perfil.

RENDA FIXA

Kinea Prev RF

Para quem está começando a investir agora e não quer correr grandes riscos, o Kinea Prev RF é um fundo de previdência de renda fixa de risco baixo. Ele tem uma volatilidade em torno de 1% ao ano e busca o aumento de capital investindo em juros, inflação e crédito no Brasil.

E o Kinea Prev RF II é um fundo de previdência de renda fixa de risco também baixo. Sua volatilidade gira em torno de 1,25% ao ano, feito para auxiliar de forma segura e gradual seu aumento de capital através da diversificação de investimentos em renda fixa no Brasil e Internacional.

CRÉDITO PRIVADO

Kinea Prev Crédito Privado

O Kinea Prev Cred Privado é um fundo previdenciário de alta qualidade de risco de crédito. Tem o objetivo de superar o CDI investindo em ativos de crédito em moeda local como Debêntures, NPs, Letras Financeiras, CDBs e FIDCs. É um fundo de crédito de risco moderado uma vez que de acordo com a escala de risco de 1 a 5, sendo 1 para o menor risco e 5 para o maior risco, ele possui pontuação 2.

INFLAÇÃO/RENDA FIXA

Kinea Prev IPCA Dinâmico

Já o Kinea Prev IPCA Dinâmico é um fundo de renda fixa mais ativo e também de risco moderado, com volatilidade em torno de 4% ao ano. Ele foi criado para buscar aumentar o poder de compra do investidor ao longo do tempo. Seu objetivo é superar o IPCA investindo em renda fixa, no Brasil e no exterior, além do mercado de juros, inflação, moedas e crédito privado.

A gestão deste fundo é feita pela mesma equipe do Kinea IPCA Absoluto, fundo multimercado indexado à inflação, que já tem quatro anos e um excelente histórico de rentabilidade.

MULTIMERCADO

Os fundos multimercado são uma alternativa para investidores que buscam diversificação na sua carteira de investimentos e, entre eles, existem fundos para todos os tipos de investidores, dos mais conservadores aos mais arrojados. Eles têm como meta superar o CDI, investindo em diversos mercados como moedas, ações, renda fixa e volatilidade no Brasil e no exterior.

Na Kinea há 6 fundos multimercado previdenciários com diferentes tipos de risco.

Kinea Prev MM e Kinea Prev Apolo

Os fundos Kinea Prev MM e Kinea Prev Apolo são multimercado de baixo risco com uma volatilidade em torno de 1,5% ao ano, sendo uma alternativa para investidores que buscam retornos superiores ao CDI através da diversificação de investimentos em diferentes mercados no Brasil e no exterior, reduzindo a exposição a riscos específicos.

Kinea Prev XTR

Para investidores com um perfil moderado, a Kinea tem a versão previdenciária do fundo multimercado Kinea Chronos, o Kinea Prev XTR. Da mesma forma que o Chronos, ele investe em juros, moedas, commodities e ações. Sua volatilidade é de cerca de 4% ao ano.

Kinea Prev Atlas

No final de 2020, a Kinea criou o Kinea Prev Atlas, a versão previdenciária do Kinea Atlas, seu multimercado mais ativo. Com a mesma equipe e estilo de gestão dinâmica, tem o objetivo de ter uma rentabilidade correspondente à do Atlas. É um fundo de perfil agressivo, com uma volatilidade em torno de 7% ao ano, uma boa alternativa para investidores que desejam buscar ter maiores retornos a longo prazo.

Kinea Sigma

Para investidores com um perfil agressivo, há o fundo previdenciário Kinea Sigma, que investe em moedas, ações e crédito. Sua volatilidade é de cerca de 6,5% ao ano. Busca consistência de longo prazo por meio da diversificação de investimentos em diferentes mercados e estilos, no Brasil e no exterior, reduzindo a exposição do fundo a riscos específicos.

AÇÕES

Kinea Prev Ações

E para investidores que buscam oportunidades no mercado de ações o Kinea Prev Ações alinha a perspectiva de longo prazo da previdência com o mercado de ações brasileiro. É um fundo de ações long only de perfil agressivo, para quem busca retornos acima do Ibovespa a longo prazo.

Kinea Prev Ações XP

O Kinea Prev Ações XP é fundo previdenciário de perfil agressivo de risco com ações long only e alocações dinâmicas que busca a diversidade setorial no mercado de ações, com o objetivo de superar o Ibovespa em torno de 8% a.a. ao longo do ciclo de investimento.

Agora que você já conhece os principais pontos sobre Previdência Privada e os fundos da Kinea, é hora de começar a planejar o seu futuro. E lembre-se: a previdência privada funciona como um investimento a longo prazo. Mantenha seu objetivo e busque estabilidade no futuro.

Você encontra mais detalhes sobre os fundos de previdência Kinea no nosso site www.kinea.com.br. Lá você encontra os relatórios mensais e tem acesso a todos os detalhes sobre o desempenho e composição das carteiras.

Nosso conteúdo também está disponível no YouTube, LinkedIn, Instagram e no nosso canal no Telegram: Kinea Investimentos. Estamos à disposição para esclarecer eventuais dúvidas. Analise quais são as melhores opções para você e faça bons investimentos!

Saiba onde investir nos fundos Kinea

Entre em contato e saiba como adquirir um de nossos fundos.

Receba insights exclusivos

Cadastre-se em nossa newsletter

E fique por dentro do mercado de fundos

Ao se cadastrar você concordar com nossa Política de Privacidade.

Este material foi elaborado pela Kinea (Kinea Investimentos Ltda e Kinea Private Equity Investimentos S.A.), empresa do Grupo Itaú Unibanco. A Kinea não comercializa e nem distribui cotas de fundos de investimentos. Leia o regulamento e demais documentos legais do fundo antes de investir. Os fundos são supervisionados e fiscalizados pela Comissão de Valores Mobiliários – CVM. Os fundos de condomínio aberto e não destinados a investidores qualificados possuem lâminas de informações essenciais. A descrição do tipo ANBIMA consta no formulário de informações complementares. Estes documentos podem ser consultados no site da CVM http://www.cvm.gov.br/ ou no site dos respectivos Administradores dos fundos. Não há garantia de tratamento tributário de longo prazo para os fundos que informam buscar este tratamento no regulamento. Os fundos da Kinea não são registrados nos Estados Unidos da América sob o Investment Company Act de 1940 ou sob o Securities Act de 1933. Não podem ser oferecidos ou vendidos nos Estados Unidos da América ou em qualquer um de seus territórios, possessões ou áreas sujeitas a sua jurisdição, ou a pessoas que sejam consideradas como U.S. Persons para fins da regulamentação de mercado de capitais norte-americana. Os Fundos de Investimento da Kinea podem apresentar um alto grau de volatilidade e risco. Alguns fundos informam no regulamento que utilizam estratégias com derivativos como parte de sua política de investimento, que da forma que são adotadas, podem resultar em perdas de patrimônio financeiro para seus cotistas superiores ao capital aplicado, obrigando o cotista a aportar recursos adicionais para cobertura do fundo. É recomendada uma avaliação de performance de fundos de investimento em análise de no mínimo 12 meses. A rentabilidade passada não garante a rentabilidade futura e fundos de investimento não são garantidos pela Instituição Administradora, ou por qualquer mecanismo de seguro, ou ainda pelo Fundo Garantidor de Créditos – FGC. Os Fundos de Investimento em Participações seguem a ICVM 578, portanto são condomínios fechados em que as cotas somente são resgatadas ao término do prazo de duração do fundo. Esta modalidade concentra a carteira em poucos ativos de baixa liquidez, o que pode resultar em perdas de patrimônio financeiro para seus cotistas que podem superar o capital aplicado, acarretando na obrigatoriedade do cotista aportar recursos adicionais para cobertura do fundo no caso de resultado negativo. Os Fundos de Investimento Imobiliário seguem a ICVM472, portanto são condomínios fechados em que as cotas não são resgatáveis onde os cotistas podem ter dificuldade em alienar suas cotas no mercado secundário. Os Fundos de Investimento em Direitos Creditórios seguem a ICVM356, portanto são condomínios abertos ou fechados, sendo que: (i) quando condomínios abertos, o resgate das cotas está condicionado à disponibilidade de caixa do fundo; e (ii) quando condomínios fechados, em que as cotas não são resgatáveis, os cotistas podem ter dificuldade em alienar suas cotas no mercado secundário. As opiniões, estimativas e projeções refletem o atual julgamento do responsável pelo seu conteúdo na data de sua divulgação e estão, portanto, sujeitas a alterações sem aviso prévio. As projeções utilizam dados históricos e suposições, de forma que devem ser realizadas as seguintes advertências: (1) Não estão livres de erros; (2) Não é possível garantir que os cenários obtidos venham efetivamente a ocorrer; (3) Não configuram, em nenhuma hipótese, promessa ou garantia de retorno esperado nem de exposição máxima de perda; e (4) Não devem ser utilizadas para embasar nenhum procedimento administrativo perante órgãos fiscalizadores ou reguladores. Este conteúdo é informativo e não constitui nem deve ser interpretado como oferta ou solicitação de compra ou venda de valores mobiliários, instrumento financeiro ou de participação em qualquer estratégia de negócios específica, qualquer que seja a jurisdição. Algumas das informações aqui contidas foram obtidas com base em dados de mercado e de fontes públicas consideradas confiáveis. O Grupo Itaú Unibanco e a Kinea não declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações e se eximem de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização desse material e de seu conteúdo. Esse material não pode ser reproduzido ou redistribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito da Kinea. Quaisquer outras informações ou esclarecimentos sobre o Fundo poderão ser obtidos com o Administrador e o Gestor, através do e-mail: relacionamento@kinea.com.br