Infra

Fundo de debêndures incentivadas de infraestrutura com benchmark em juros reais.

Início do
Fundo

27 abr. 17

Taxa de
administração

1,05% a.a.

Objetivo do Fundo

Rentabilidade de
0,5% a.a. a 1,0% a.a.
acima dos títulos do governo indexados ao IPCA, com prazo semelhante a duration do Fundo.

É bom para

Quem deseja investir em uma carteira diversificada de debêntures incentivadas de infraestrutura com o monitoramento de uma equipe de gestão especializada.

Rendimentos semestrais

Pagamentos semestrais de rendimentos (maio e novembro).
Alíquota zero no Imposto de Renda no rendimento e no ganho de capital da cota.

Aplicação Inicial

Valor referente a uma cota, de acordo com o preço negociado na bolsa de valores (B3).

Liquidez

Fundo fechado, com cotas a serem negociadas na bolsa de valores (B3).

Como Funciona

O Fundo atua com base em três pilares: i) Originação e ancoragem junto a emissores de primeira linha para gerar operações de melhor relação risco/retorno, ii) Estruturação e rigor analítico das emissões para selecionar debentures que atendam aos obejtivos do fundo e iii) Monitoramento do desempenho operacional e financeiro das emissoras e da carteira.

Equipe

Disciplina financeira com conhecimento setorial.

Aymar Almeida

Sócio e Gestor responsável pelo fundo de infraestrutura

Bruno Signorelli

Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

Fábio Massao

Responsável pelos fundos de infraestrutura

Ivan Simão

Relações com Investidores

Debêntures

Copacabana Geração de Energia em Participações S.A.

Localização: BA
Sponsor: Rio Energy/Denham Capital
Capacidade: 223 MW
Leilão: LER'15

Enel Green Power Damascena Eólica

Localização: BA
Sponsor: Enel
Capacidade: 30 MW
Leilão: LER’13

Enel Green Power Maniçoba Eólica

Localização: BA
Sponsor: Enel
Capacidade: 30 MW
Leilão: LER’13

Guaraciaba Transmissora de Energia (TP SUL) S.A.

Localização: MG/GO/MT
Sponsor: State Grid e Copel
Capacidade: Linha de transmissão de 500kV e 600 km
Leilão: 02/12

Transmissora José Maria de Macedo de Eletricidade

Localização: BA/PI
Sponsor: Brookfield e CYMI
Capacidade: Linha de transmissão de 500kV e 817 km
Leilão: 07/2014

Ventos de Santo Estevão (Ventos de Araripe III)

Localização: PI/PE
Sponsor: Votorantim e CPP Investment Board
Capacidade: 359 MW
Leilão: LEN’13 e ‘14/ LER’14

Ventos de São Clemente

Localização: PE
Sponsor: Actis
Capacidade: 216 MW
Leilão: LEN’14

Palavra
do Gestor

Dezembro 2018

No relatório deste mês gostaríamos de informá-los sobre o fim da 3ª Oferta Pública do Fundo Kinea Infra (FIC FIDC). A oferta, iniciada em 12/11/2018, foi encerrada no dia 17/12/2018 com captação de R$ 561,5mm. Os recursos captados serão utilizados na aquisição de novos ativos e diversificação da carteira de investimentos. Esperamos que parte dos recursos já sejam alocados em novas operações até o mês de fevereiro.

Adicionalmente, gostaríamos de informar que o parque eólico da emissora Copacabana Geração de Energia Participações S.A., que estava em operação em teste, entrou em operação comercial no dia 11 de dezembro de 2018.

Objetivo do Fundo

Rentabilidade de
0,5% a.a. a 1,0% a.a.
acima dos títulos do governo indexados ao IPCA, com prazo semelhante a duration do Fundo.

É bom para

Quem deseja investir em uma carteira diversificada de debêntures incentivadas de infraestrutura com o monitoramento de uma equipe de gestão especializada.

Início do Fundo

27 abr. 17

Taxa de administração

1,05% a.a.

Rendimentos semestrais

Pagamentos semestrais de rendimentos (maio e novembro).
Alíquota zero no Imposto de Renda no rendimento e no ganho de capital da cota.

Aplicação Inicial

Valor referente a uma cota, de acordo com o preço que está sendo negociado na bolsa de valores (B3).

Liquidez

Fundo fechado, com cotas a serem negociadas na bolsa de valores (B3).

Como funciona

Baseada em uma abordagem ativa e processos diligentes, estruturados para possibilitar menor vacância e estabilidade no pagamento da renda mensal de aluguel:

1. Originação

Ativos com sponsors de 1ª linha
Buscamos representatividade relevante na Assembleia Geral de Debenturistas, para aumentar a segurança no ativo Taxas com favorável relação risco/retorno

2. Estruturação e Análise

Privilegiamos segurança nos seguintes fatores:
• Documentação
• Diligência financeira e jurídica
• Diligência técnica

3. Ativismo e Monitoramento

Ativismo na gestão e na readequação da carteira frente as condições de mercado

Equipe

Disciplina financeira com conhecimento setorial.

  • Aymar Almeida

    Sócio e Gestor responsável pelo fundo de infraestrutura

  • Bruno Signorelli

    Análise, Estruturação e Monitoramento de Crédito

  • Fábio Massao

    Responsável pelos fundos de infraestrutura

  • Ivan Simão

    Relações com Investidores

Debêntures

Copacabana Geração de Energia em Participações S.A.

Localização: BA
Sponsor: Rio Energy/Denham Capital
Capacidade: 223 MW
Leilão: LER'15

Enel Green Power Damascena Eólica

Localização: BA
Sponsor: Enel
Capacidade: 30 MW
Leilão: LER’13

Enel Green Power Maniçoba Eólica

Localização: BA
Sponsor: Enel
Capacidade: 30 MW
Leilão: LER’13

Guaraciaba Transmissora de Energia (TP SUL) S.A.

Localização: MG/GO/MT
Sponsor: State Grid e Copel
Capacidade: Linha de transmissão de 500kV e 600 km
Leilão: 02/12

Transmissora José Maria de Macedo de Eletricidade

Localização: BA/PI
Sponsor: Brookfield e CYMI
Capacidade: Linha de transmissão de 500kV e 817 km
Leilão: 07/2014

Ventos de Santo Estevão (Ventos de Araripe III)

Localização: PI/PE
Sponsor: Votorantim e CPP Investment Board
Capacidade: 359 MW
Leilão: LEN’13 e ‘14/ LER’14

Ventos de São Clemente

Localização: PE
Sponsor: Actis
Capacidade: 216 MW
Leilão: LEN’14
Palavra do Gestor
Dezembro 2018

No relatório deste mês gostaríamos de informá-los sobre o fim da 3ª Oferta Pública do Fundo Kinea Infra (FIC FIDC). A oferta, iniciada em 12/11/2018, foi encerrada no dia 17/12/2018 com captação de R$ 561,5mm. Os recursos captados serão utilizados na aquisição de novos ativos e diversificação da carteira de investimentos. Esperamos que parte dos recursos já sejam alocados em novas operações até o mês de fevereiro.

Adicionalmente, gostaríamos de informar que o parque eólico da emissora Copacabana Geração de Energia Participações S.A., que estava em operação em teste, entrou em operação comercial no dia 11 de dezembro de 2018.